26.1.17

CAMPANHA PRESIDENCIAL DE 2014: O APOGEU DA CORRUPÇÃO

HELIO FERNANDES -

Fatos, dados, indícios, provas, constatações, levam a essa conclusão. A JBS, que era tida e havida como uma das maiores empresas do país, DOOU 430 milhões O PT e o PMDB foram os mais beneficiados, mas não foram os únicos. Só que o personagem mais atuante, era o então vice-presidente da Republica e presidente do PMDB, Michel Temer.

A JBS era poderosa, rica, generosa. Destinou 50 milhões em dinheiro vivo, para a bancada do PMDB. Só que não definiu se era para deputados ou senadores, criou uma divergência parlamentar. Temer foi chamado ás pressas, foi á JBS, conversou com os irmãos, resolveu: metade para a Câmara, metade para o Senado.

Leia mais na COLUNA