17.1.17

ESTADO DO RJ TEM A TERCEIRA GASOLINA MAIS CARA DO PAÍS. PESQUISA DO SINDICATO DOS FRENTISTAS APONTA CRESCIMENTO NAS VENDAS NA ÚLTIMA DÉCADA

Via SINPOSPETRO-RJ -

Combustíveis pressionam inflação e preço da gasolina continua subindo no país. Pesquisa do DIEESE elaborada a pedido do SINPOSPETRO-RJ mostra que as vendas no RJ cresceram 56% na última década.


Os preços médios da gasolina, etanol e diesel subiram na semana passada e atingiram valores recordes desde o início da série histórica medida semanalmente pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em maio de 2004. Dados da ANP mostram que o Rio de Janeiro tem a gasolina mais cara da Região Sudeste e ocupa a terceira posição no ranking nacional de preços.

O litro da gasolina no Rio de Janeiro é comercializado por R$ 4,007. Com relação ao país, o Rio de Janeiro só perder para os Estados do Acre (R$ 4,232) e do Pará (R$ 4,104). O litro da gasolina mais barata do país é comercializado em Pernambuco R$ 3,468, seguido do Maranhão (R$ 3,615).

O preço do litro do diesel também registrou alta na semana encerrada em 13 de janeiro. O litro do diesel alcançou preços recordes nos Estados do Mato Grosso( R$ 3,69); Pará( R$ 3,625), Rondônia(R$ 3,487) e Rio de Janeiro(R$ 3,485). Os preços mais baixos foram registrados nos Estados de Sergipe(R$ 3,095); Paraná (R$ 3,056) e Pernambuco(R$ 3,170).

Já o álcool, registrou as maiores altas, neste início do ano, nos Estados do Amapá( R$ 3,799); Rondônia(R$ 3,760) e Acre( R$ 3,668). Apesar de ser o maior produtor de etanol do país, o Estado de São Paulo fica atrás do Mato Grosso em relação ao melhor preço.

INFLAÇÃO

Os preços dos combustíveis continuam pressionando a taxa de inflação. De acordo com dados a Fundação Getulio Vargas, divulgados nesta segunda-feira(16), a inflação na segunda semana de janeiro sofreu influência da alta do preço da gasolina. A inflação anual medida pelo índice de Preço ao Consumidor Amplo(IPCA) do IBGE também sofreu a pressão dos preços dos combustíveis em 2016. O levantamento mostrou que as famílias brasileiras pagaram 3,25% a mais em combustíveis no ano passado.

PESQUISA RJ

De acordo com estudo elaborado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), a pedido do SINPOSPETRO-RJ, as vendas de combustíveis no Estado do Rio de Janeiro aumentaram 56% nos últimos dez anos. A pesquisa mostra que a capital concentra o maior número de postos no Estado com 718 pontos de revenda, seguida dos Municípios de Campos dos Goytacatazes (5%) São Gonçalo(4,5%), Duque de Caxias(4.1%), Niterói (4%) e Nova Iguaçu (3%).

Segundo a economista do DIEESE, Jéssica Naime, a quantidade de combustível vendido no país não está atrelada ao valor dos produtos comercializados nos postos de combustíveis. Para ela, a variação no preço do combustível não afeta a demanda, já que a venda está diretamente ligada a necessidade do consumidor. (com informações da ANP)

*Estefania de Castro, assessoria de imprensa Sinpospetro-RJ