30.1.17

LOUCURAS DE TRUMP TÊM APOIO DE MUITOS AMERICANOS

CARLOS CHAGAS -

Não há outra explicação: o homem endoidou. A referência é para o presidente Donald Trump, que através de um  decreto executivo proibiu todo cidadão nascido em sete países de maioria muçulmana de entrar nos Estados Unidos. Tanto faz se tiver visto de entrada. Não entra mesmo. O argumento é de evitar que eventuais terroristas cheguem ao território americano.

Outra maluquice de Trump foi iniciar a construção de um muro na fronteira com o México, impedindo o ingresso de mexicanos ávidos de encontrar trabalho no vizinho.

O pior é que as duas iniciativas já estão valendo. Irã, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iemen começaram a adotar a recíproca: americano também não entra nesses países. Se a moda pega no mundo, logo reverteremos à pré-história.

Nem todo muçulmano é terrorista, ainda que nem todo terrorista seja muçulmano, assim como nem todo mexicano é desempregado.

Por falar em desemprego, o milionário que exerce a presidência dos Estados Unidos também assinou outra diretriz, no sentido de proibir todos os funcionários públicos americanos de fazer lobby para países estrangeiros. Vai deixar muita gente sem trabalho, ao contrário do que prometeu em sua campanha, de voltar a criar empregos.

Não deixa de chocar a humanidade o prazo de 30 dias que Trump deu aos militares, para prepararem um plano de extinção do Estado Islâmico. A bomba atômica estará na lista, assim como guerras químicas e bacteriológicas.

A gente pensa que é brincadeira, mas não é. E mais triste parece saber que parte da população americana, claro que não a maioria, apoia as loucuras de seu presidente.