22.1.17

OS NOVOS TEMPOS CHEGARAM

CARLOS CHAGAS -


Sexta-feira, desnudou-se a sociedade americana. Em Washington e montes de outras cidades, o povão foi para a rua, em boa parte protestando contra a posse de Donald Trump. Muita gente apelou para a violência, quebrando vitrinas, depredando carros, jogando pedras, virando e botando fogo em latas de lixo. A polícia fez a sua parte, avançando com gás de pimenta, gás lacrimogêneo, cassetetes e ocupação das principais avenidas, além de prisões.

Demonstraram ser um povo igual aos demais, participando do inconformismo e de excessos verificados em todo o planeta. Faltava apenas a comprovação que os aparelhos de televisão forneceram nos mínimos detalhes.

Era mera ilusão, provocada pela propaganda e a truculência, supor que formavam um mundo à parte. Até porque a História tem provado serem os Estados Unidos uma das nações mais violentas do mundo, que de uns tempos para cá até guerras vem perdendo.

O novo presidente promete acelerar o processo de ebulição da sociedade que passou a conduzir, ampliando o fosso entre ricos e pobres e deixando de lado sonhos e ideais de igualdade e aprimoramento social.

O egoísmo sempre foi a principal característica dos americanos, mas agora chegou a níveis nunca antes alcançados. Há quem julgue estar próximo o rompimento social, com parte das gerações mais jovens dispostas a enfrentar a minoria voltada apenas para os próprios interesses. Deveríamos acostumar-nos a esses novos tempos.