14.2.17

1 - PATAH PARTICIPA DA CONFERÊNCIA GESTÃO E TENDÊNCIAS NA ÁREA TRABALHISTA, EM SP; 2 - UGT DEFENDE REGULAMENTAÇÃO DO DIREITO DE GREVE E DE NEGOCIAÇÃO PARA SERVIDORES

Via UGT -


O presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, participou nesta terça-feira da Conferência Gestão e Tendências na Área Trabalhista, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo. O evento é destinado a advogados trabalhistas e Gerentes de RH.

Patah destacou a importância de um sindicalismo forte, com grande representatividade dos trabalhadores, e mencionou o caso do Walmart, que no ano passado fechou mais de 50 lojas e cuja ação do sindicato foi fundamental para evitar uma demissão em massa, já que muitos trabalhadores foram realocados em outras lojas do grupo mas não perderam seus empregos.

O sindicalista mencionou também o recente caso do grupo atacadista Seta que, com mais de 50 lojas e 7 mil trabalhadores, fechou metade delas, fazendo com que o Sindicato dos Comerciários de São Paulo viesse atuar fortemente para garantir o pagamento das verbas rescisórias. (Foto: FH Mendes)

***
UGT defende regulamentação do direito de greve e de negociação para servidores públicos

A União Geral dos Trabalhadores (UGT) apoia a regulamentação do direito de greve para os servidores públicos, como foi anunciado na manhã desta segunda-feira (13), pelo presidente Michel Temer, desde que essa medida seja acompanhada da regulamentação do direito de negociação.

Para a Central, a greve é um direito que deve ser assegurado a todos os trabalhadores, mas no caso dos servidores públicos, é fundamentalmente importante que também seja regulado o direito de negociação coletiva, que já é previsto na Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Em seu pronunciamento, Temer divulgou que submeterá ao Congresso Nacional um projeto de lei para regulamentar o direito de greve de servidores públicos, incluindo policiais civis, funcionários de saúde e educação.