15.2.17

A AMBIÇÃO PESSOAL EM PRIMEIRO LUGAR

PEDRO PORFÍRIO -


Quem tem certos aliados não precisa catar adversários. A política como patamar tem feito do o paradoxo sem escrúpulo e sem recato. O que cada postulante quer é tirar o máximo poder desses podres poderes. Não importa o custo porque o poder é uma festa em que manda quem comprou mais voto.

Interrompo minhas férias forçadas para dizer da minha perplexidade ante a declaração do Ciro Gomes, o pré-candidato do PDT à presidência. Se foi mesmo o que eu li ele não poderia oferecer combustível mais sujo aos que querem tirar o Lula de campo e metê-lo no primeiro calabouço. Isso como solução para forçar a vitória de um pateta de aluguel, do tipo Michel Temer.

Se as esquerdas tiverem juízo, e nunca vão ter pela quantidade de ambições pessoais acumuladas, sentia o peso do golpe que sofreu e ia tentar juntar os cacos. Não há viela para hipocrisias, como o próprio PT fez com o Brizola.

Ainda há uma estrada até as próximas urnas. Está provado que as esquerdas blefaram enquanto entregavam o ouro aos bandidos. Mas nada que não seja reversível.

O primeiro passo será esquecer seus próprios sonhos pessoais – quem for verdadeiramente ideológico e juntar-se ao povo, que está consciente da furada e que meteram o Brasil.

A multiplicação dos pães virá logo, logo.