27.2.17

A AUTONOMIA MILITAR E A SOBERANIA NACIONAL

Por ROBERTO AMARAL -

O país que não incentiva a modernização das Forças Armadas renuncia ao futuro. Lamentavelmente, não se pode esperar essa visão do atual governo.

Em artigo a Carta Capital (“O Brasil precisa de um setor siderúrgico eficiente e competitivo”, publicado na edição 940 de CartaCapital com o título “As três autonomias”), a propósito de oportuna defesa da siderurgia brasileira, ponto de partida, como ensinou Getúlio Vargas, de qualquer projeto de construção nacional, o ex-ministro Antonio Delfim Neto, destaque do pensamento conservador, delineia as três autonomias sem as quais, diz ele, “nenhuma nação será independente”.

Leia mais em POLÍTICA

*Artigo enviado por e-mail. Roberto Amaral é escritor e ex-ministro de Ciência e Tecnologia.