10.2.17

A DISPUTA DE FACÇÕES DOS PRESÍDIOS FOI TRANSFERIDA PARA O STF, ONDE PSDB E PMDB DISPUTAM A HEGEMONIA

EMANUEL CANCELLA -

O STF está dividido, entretanto a república de Curitiba é o principal bunker de proteção dos tucanos. Agora, o presidente golpista Michel Shell Temer indicou, para o STF, o atual ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. Na verdade, prepara-se assim uma força-tarefa para proteção de Temer e do PMDB, no Supremo. O problema é que Moraes é filiado do PSDB, o que não será um grande problema, já que tem experiência na disputa de gangues, pois advogou para o PCC.

A mídia, capitaneada pela Globo, é tucana desde menino! No meio dessa guerra, os golpistas ainda sonham com um golpe dentro do golpe, cujo ápice seria eleger um golpista através do colégio eleitoral. Imagine um presidente eleito pela maioria dos nossos atuais deputados e senadores?  Eles não tiveram como derrotar Dilma nas urnas e deram o golpe e tentam, de toda maneira, prender Lula ou barrar sua candidatura. Como fica mais difícil, a cada dia, podem tentar a eleição indireta.

Para alcançar o poder, que não conseguiram na eleição, os golpistas, através da mídia, principalmente da Globo, convenceram grande parte da sociedade de que os governo do PT constituíam uma quadrilha. Assim, enganando a sociedade que estavam combatendo a corrupção, acabou tirando do governo a presidente eleita pela maioria dos brasileiros. E o crime de Dilma teria sido as  “Pedaladas Fiscais”, que a própria perícia do Senado desmentiu.

E depois, como tinham, no mínimo, 14 governadores, que realmente praticavam as pedaladas, ainda tiveram o cinismo   de  transformar pedaladas em lei, livrando a cara de seus governadores e do próprio vice, atual presidente Temer.

Para condenar qualquer pessoa, no mundo civilizado, há a necessidade da prova material. Para derrubar Dilma eram insinuações diárias e mentirosas de seu envolvimento e agora todo mundo sabe que ela foi afastada sem ter cometido qualquer crime. Assim, para justificar o golpe e destruir o PT,  os golpistas (STF, MPF PGR e PF) usaram o “Domínio dos Fatos” , ao invés de provas materiais, e a convicção.

Ou seja, dizendo que combatiam a corrupção, tiraram a presidente honesta e hoje somos governados por uma verdadeira quadrilha que destrói o povo e o país:

-  tiram dos trabalhadores os direitos trabalhistas e previdenciários e o direto à aposentadoria;
- entregam nosso petróleo, nossas terras nosso nióbio, bem como nossos mananciais aquíferos;
- como o povo já está percebendo a armação, começa no Brasil  uma verdadeira guerra civil, que se alastra, iniciada no Espirito Santo e agora no Rio de Janeiro.

Como diz a música de Chico Buarque, “Chame o ladrão!”

*Emanuel Cancella que é da coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) e autor do livro “A outra face de Sérgio Moro”