21.2.17

A DOMESTICAÇÃO DO SAMBA

LUIZ ANTONIO SIMAS -

O mito da alegria nacional, o marketing agressivo e o lento e doloroso processo de rompimento com as origens africanas.


Se o morro vive de samba, de samba eu vivo e morro. Esta foi uma das várias frases estampadas em garrafas que uma das marcas de cerveja mais vendidas do país lançou em 2016, numa edição especial com motivos relacionados ao samba e ao carnaval. A diretora de marketing da cervejaria declarou a intenção de eternizar nas garrafas a reconhecida paixão dos brasileiros pelo ritmo.

Leia mais em CULTURA
(Publicado no site Projeto Colabora)