17.2.17

COMERCIÁRIOS PÕEM O ‘BLOCO NA RUA’ CONTRA A AIDS



No dia 15 de fevereiro, os comerciários de São Paulo caíram no samba e colocaram, literalmente, o bloco na rua.

Com o intuito de levar momentos de lazer e conscientização aos trabalhadores do comércio de São Paulo, a Diretoria de Educação, Formação Profissional, Esporte e Cultura do Sindicato e a Diretoria de Assistência Social, Previdência/Diversidade promoveram o Bloco dos Comerciários e a abertura do Carnaval sem Aids.

Sob o tema “Curti é bom demais. Prevenir é melhor ainda”, comerciários e pessoas que passavam pelo centro paulistano acompanharam o bloco pelas ruas Sete de Abril e Barrão de Itapetininga.

Ao som da bateria, a diretoria do sindicato, ao lado dos passistas entraram nas lojas e distribuíram  aos comerciários kits com preservativos e informativos da entidade sindical. “Viemos trazer alegria e fazer a festa com muita conscientização e reponsabilidade social”, disse o diretor do Sindicato, Aparecido Tadeu Plaça.


É o oitavo ano que esta ação reúne alegria, orientação e informação pelas ruas do comércio paulistano.

“Mais uma vez este é um trabalho de prevenção no Carnaval. Queremos que a população mantenha-se sempre bem informada e conheça seus direitos e deveres, por exemplo, antes de ser prejudicada”, disse Cleonice Caetano, diretora de Assistência Social, Previdência e da Secretaria da Diversidade do Sindicato.

“Nosso objetivo sempre é, além de levar alegria aos trabalhadores, alertá-los sobre questões de saúde e prevenção para brincar o carnaval com segurança”, finaliza Cremilda Bastos Cravo, diretora responsável pela Secretaria da Pessoa Com Deficiência do Sindicato.

Na ocasião, Rubens Gonçalves que parou para observar a ação fez um alerta para as doenças transmissíveis. “As pessoas só temem a gravidez. Mas o maior problema de não usar preservativo é pegar doenças”, disse o atendente.