15.2.17

COMO EDUCAR UMA CRIANÇA TEIMOSA

ISA COLLI -

A maneira de controlar o comportamento teimoso das crianças é dizer não. Mágica não existe. Sabemos que não é fácil dizer não para uma criança, mas é a única forma de impor limites.

Criança é inteligente e aprende rápido. Fazer-lhes entender que nem tudo o que se querem é possível ou recomendável, faz parte do amadurecimento infantil. Portanto, dizer não é necessário e faz parte da educação.

Chorar, gritar, esbracejar e espernear são gestos normais. O que não deveria ser normal e acontece bastante, é que para evitar cenas desagradáveis, os pais dizem não e voltam atrás. O importante nem é a negativa, mas a forma como se nega.

Os pais devem mostrar uma atitude de convencimento, de segurança, de autoridade, sem levantar a voz. Criança é inteligente e percebe tudo. Percebe até mesmo a insegurança parental. Jovenzinhos obstinados, teimosos e caprichosos não aceitam ordens, sugestões, pedidos ou conselhos.

Pequenino teimoso é avesso à obediência e ao cumprimento de regras. A sua resposta será sempre negativa. Normalmente, se mostra impulsivo, resistente e emburrado. O que fazer?
"Seguem algumas ideias para lidar com a teimosia infantil, segundo o mestre em educação primaria Teodoro Hernández Moya."
  • Nunca se mostre exaltado ou nervoso quando se dirigir a uma criança teimosa.
  • A autoridade deve ser exercida com paciência, segurança, firmeza e claridade.
  • O diálogo deve ser uma ferramenta permanente diante da negação de uma criança.
  • A rotina só poderá se modificar com ações pacientes e persistentes.
  • A criança será mais feliz quando souber o que os pais esperam dela. E isso se diz com limites.
  • A teimosia ou a birra é uma reação desesperada à frustração ou insatisfação, e, portanto, não representa trauma para a criança. Deve ser corrigida sem remorso.
  • Os pais devem saber o por que da teimosia do filho. Algumas vezes, a atitude pode ser reflexo de alguma situação que a criança esteja vivendo: divórcio dos pais, mudança de casa, ansiedade, etc.
  • A obediência é uma aprendizagem que deve ser aplicada desde que as crianças são bem pequenas.
  • Teimosia é uma coisa e enfado é outra. A criança pode se enfadar, mas não pode desrespeitar os pais.
  • Se a teimosia persistir, o ideal é que os pais façam uma autoavaliação dos seus próprios comportamentos. Muitas vezes, as crianças imitam os defeitos dos seus genitores.
  • Não use a força nem o castigo físico para corrigir a teimosia. Bater não educa.

"Brinde a criança com ensinamentos baseados em valores como o respeito, a paciência, a bondade, a tolerância. De nada serve utilizar a discussão, a autoridade desenfreada, a humilhação na educação dos seus filhos. Deve-se educar com o exemplo. Crianças necessitam de espelhos positivos em quem possam se refletir."