14.2.17

MOREIRA FRANCO CONTINUA MINISTRO

HELIO FERNANDES -

O país esperava que o problema fosse encerrado ontem, segunda feira. Era a promessa compromisso do Ministro Celso de  Mello, com o recurso desde quarta feira. Foi provocando suspense, adiando interminavelmente a decisão. Um folclórico presidente do Corinthians, fez uma frase que já dura mais de 50 anos  e é sabia: "Um jogo só  acaba quando termina".

È evidente que respeito o decano, nenhuma comparação. A prova disso, é que esperei até á meia noite de segunda, já começando a terça, e nenhuma explicação.

Ansiedade geral, o Planalto, tão sem informação quanto o repórter. Temer, Moreira e muitos outros esperavam.

Ninguém superava Moreira Franco em expectativa. Era ele que estava em causa, o Ministro decidiria e ele teria ou não teria foro privilegiado. Ninguém se iludia, no governo ou na comunidade. Mas Moreira tinha outro fator que o angustiava: foi ele que redigiu as 56 laudas (paginas) que Celso de Mello examinava. Se o decano dissesse NÃO, ele perderia o foro privilegiado e a fama de excelente redator.

A demora do Ministro em decidir, alimenta a esperança de decida a FAVOR. Conhece opolizado assunto a fundo. Quando houve a mesma questão levantada em relação ao opolizado Lula, queria votar. Mas Gilmar Mendes provocou irritação quase geral, monopolizou o assunto, sem votação. Todos acreditam que a decisão finalmente sairá hoje.

Só podemos, esperar e comentar o assunto, qualquer seja a decisão. Mesmo que desminta as bravatas de Temer, na cansativa segunda feira.