22.2.17

RODRIGO MAIA. DEPOIS DA "REELEIÇÃO", SE DESGASTA COM A ARROGÂNCIA

HELIO FERNANDES -

Nem ele acreditava que pudesse chegar tão longe. No quinto mandato de deputado federal, ficou praticamente desencontrado ou despercebido, jamais desperdiçado. Ocupou, por rodízio, a presidência do DEM, que mudou de nome, para que esquecessem que já foi PFL, com todos os resquícios ditatoriais.

A vacância do importantíssimo cargo de Presidente da Câmara, por causa da renuncia e cassação do CORRUPTISSIMO Eduardo Cunha, criou um vazio que precisava ser preenchido mediatamente. Já se disse tudo sobre o ex- e nada é injusto ou inverídico. Mas um fato é irrefutável: ele tinha comando e capacidade de proselitismo acima de qualquer contestação. Criou um grupo político que mandou e desmandou.

Leia mais na COLUNA