21.3.17

A QUEM SERVE A POLICIA FEDERAL, AFINAL DE CONTAS?

EMANUEL CANCELLA -


A sociedade assistiu ao esforço dos agropecuaristas brasileiros para atender a exigências da OMS, do Ministério da Agricultura e da Anvisa. Esses empresários tiveram que contratar muitos técnicos, engenheiros agrônomos e investir pesado em vacinais e outros insumos, além de propaganda, aqui e no exterior.

Já contamos com o desserviço da Lava Jato que, em nome do combate à corrupção, está destruindo a economia nacional, muito bem resumido em um artigo do Clube de Engenharia, que decreta a morte da engenharia brasileira (2).

A Lava Jato diz que combate à corrupção, entretanto finge que não vê o bota-fora de bens públicos agora na Petrobrás. A empresa está sendo liquidada pelo tucano Pedro Parente, e sem licitação. Parente é reincidente em deslize na venda de ativos, já que é réu em ação de petroleiro, quando ministro de FHC (4). De novo sua gestão lesa-pátria foi denunciada ao MPF(3), em novembro de 2016, mas quando se trata de favorecer estrangeiros, a Lava Jato se omite.

Tudo leva a crer que o Brasil está sendo desmontado para privilegiar os gringos. Não é à toa que, junto com a Lava Jato, a Globo fez lobby pelas empreiteiras estrangeiras (5). Em parceria também fazem de tudo para desprestigiar a Petrobrás.

E agora a operação da PF, “Carne Fraca”, ao que parece,  quer manchar a imagem de nossos frigoríficos. Querem fazer com nossos frigoríficos exatamente o que foi feito na Petrobrás e com nossas empresas de engenharia. A Carne Fraca vai resultar em mais queda no PIB e milhões de desempregados.

Sou defensor da Agricultura Familiar que coloca, no dia a dia, mais da metade dos alimentos que vêm do campo na mesa dos brasileiros. Mas não podemos negar a importância estratégica do agronegócio.

A Polícia Federal, em um único dia, com uma denúncia estapafúrdia, derrubou a credibilidade de nossos frigoríficos. Mesmo que houvesse procedência, esse trabalho caberia à Anvisa e ao Ministério da Agricultura. O Brasil até então era um dos principais exportadores de carne (bovina, suína, aves) do mundo. A União Europeia, China, e outros, nossos principais clientes, já suspenderam a importação da carne brasileira.

É preciso identificar esses iluminados para impedir novos gols contra. Até pouco tempo, o filho de Lula era apontado como dono da Friboi, o maior frigorifico brasileiro. O dono da Friboi chegou a desmentir o boato, afirmando que só conhecia Lulinha pela internet(1).

O filho de Lula foi perseguido implacavelmente pela PF e pela Lava Jato, apontado como um rico empresário e, entre outros negócios inventados, seria dono da Friboi (1). Será que foi isso que desencadeou a operação Carne Fraca da PF? Urge que alguma autoridade coloque limites legais em alguns funcionários da Polícia Federal.  Até porque a carne é fraca e outros gols contra podem estar a caminho!

Fonte:

*Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, integra a coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), sendo autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro”