8.3.17

HOMENAGEM AS MULHERES

ADERSON BUSSINGER -


E fácil bendizer e falar do encanto e beleza das mulheres, como encantadoras e realmente belas as flores; Todas elas... de Rosas a Margaridas... e as mais exóticas, lindas igualmente.

Mas difícil mesmo é falar do trabalho, onde recebem menores salários... e ainda assediadas; Difícil falar do casamento, cujo estatuto ancestral masculino lhes impôs a opressão... e amarras para que tenham dificuldade de se libertarem; Difícil mesmo falar do comércio, onde as mulheres são também mercadoria; Objeto para os variados fregueses; Difícil falar dos filhos, em relação aos quais, na maioria das vezes, são obrigadas a cuidar sozinhas; Difícil falar da política, onde são Minoria ínfima nos parlamentos, e onde, para completar... se encontram parlamentares homens que as achincalham, propagandeiam o estupro... (das que julgam bonitas); Difícil falar também dos sindicatos, onde as mulheres igualmente minoritárias em suas direções... e aí também muitas vezes oprimidas, por incrível que possa parecer; Difícil falar do sexo, onde novamente objeto; Globalmente objeto; Difícil falar também da própria história, onde são esquecidas, ocultados seus feitos.. seus sofrimentos; Difícil falar das bruxas, através das quais pejorativamente se amaldiçoou as mulheres; Difícil falar da loucura... onde também chamam de "loucas" as mulheres; Difícil falar de religião, onde os padres imperam, os pastores... (Viva as mães de santo!!); Difícil falar de flores, onde tantos espinhos; Difícil falar de nós mesmos... porque somos tão machistas. Mas sigamos em frente!; lutemos; Amemos; Amai-vos; Respeitemos.

Aproveitemos sobretudo este dia 8 de março, para melhorarmos como pessoas.

*Conselheiro eleito da OAB-RJ (2016/2018), Diretor do Centro de Documentação e Pesquisa da OAB-RJ. Membro Efetivo do Instituto dos Advogados Brasileiros-IAB. Membro Efetivo da Comissão de Direitos Humanos da OAB-RJ. Colaborador do site TRIBUNA DA IMPRENSA Sindical.