10.3.17

NÃO TEM PROVAS, SENHOR SUB-PROCURADOR?

MIRSON MURAD -


O sub-procurador da República, ao defender o arquivamento do inquérito de cassação do governador Pezão, do Estado do Rio de janeiro, por falta de provas de seu envolvimento na corrupção de Sérgio Cabral. Como, senhor sub-procurador? Segundo a delação premiada, o governador Pezão estava presente na reunião, no Palácio de Governo, em que Cabral extorquia dinheiro de construtora. Sendo, na ocasião, vice-governador, mesmo que Pezão nada houvesse dito e só fosse figurante, é óbvio sua participação na corrupção, com o agravante maior de ser ele, também, o secretário de obras do Estado. Senhor sub-procurador, arranje outra explicação para sua decisão. Essa ninguém engole!...

---
Leia também: