15.3.17

NEGOCIAÇÃO SALARIAL DOS FRENTISTAS DO MUNICÍPIO DO RJ CONTINUA INDEFINIDA

Via SINPOSPETRO-RJ -

A segunda rodada de negociação salarial dos trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência do Município do RJ terminou sem acordo. Uma nova reunião foi marcada para o dia 30 deste mês.


Sem uma proposta para apresentar aos trabalhadores de postos do Município do RJ, o Sindcomb (Sindicato Patronal) se ateve, na segunda rodada de negociação, a discussão das cláusulas de reivindicações salariais da categoria. Os frentistas, com data-base em 1º de março, reivindicam aumento salarial de 16,36%, além de vale-alimentação no valor de R$ 300,00 e um piso salarial da categoria de Participação nos Lucros e Resultados(PLR).

O presidente do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Pinto Neto, diz que a categoria tem que acompanhar as informações do sindicato e ficar mobilizada, já que 2017 é um ano crítico para todos os trabalhadores. Os patrões estão usando o desemprego e a recessão para não conceder aumento real, por isso os frentistas precisam participar mais das ações do sindicato para conquistar novos benefícios e manter os direitos.

Na primeira rodada, realizada no mês passado, o sindicato conseguiu assegurar a data-base da categoria, com isso todos os direitos da Convenção Coletiva estão mantidos, até que termine o processo negocial.

Além das cláusulas econômicas, neste ano, estão em discussão também as questões sociais. Na pauta de reivindicação, o SINPOSPETRO priorizou a segurança dos trabalhadores, cobra a lavagem dos uniformes pelas empresas como determina o anexo II da NR 9. O sindicato também exige o afastamento das funcionárias gestantes e lactantes de qualquer atividade, em locais insalubres ou periculosos, a partir da comunicação do estado de gravidez ao empregador, até a liberação do médico.

SINDICALIZAÇÃO

Em tempos difíceis em que os sindicatos desempenham um papel importante na defesa da categoria, a sindicalização é o caminho para fortalecer as entidades e fazer valer os direitos. O trabalhador sozinho não avança. O setor econômico é cruel. A força do sindicato está na união da categoria. Se o trabalhador se omite das decisões, perde a oportunidade de conquistar melhores condições de trabalho e salário. Esse é o momento de fortalecer o SINPOSPETRO-RJ e fazer valer a voz do frentista.

MANIFESTAÇÃO

Nenhum direito a menos! A diretoria do SINPOSPETRO-RJ vai engrossar a manisfestação de sindicalistas e trabalhadores contra as reformas da previdência e trabalhista. No Rio, o protesto será realizado na tarde desta quarta-feira (15), na Candelária, no Centro da Cidade. Em todo país, trabalhadores irão às ruas para barrar as propostas do governo Temer.

* Estefania de Castro, assessoria de imprensa Sinpospetro-RJ