15.3.17

PAREM AS MÁQUINAS. PAREM TUDO QUE PUDEREM, HOJE É GREVE GERAL!

PEDRO PORFÍRIO -


Parem máquinas, parem o trânsito e as cidades. Não é mais hora de ficar chorando pela internet.

O golpe avança cometendo mais casuísmo autoritário do que nos dias tenebrosos das botinas. Agora é tudo às claras, como se fossemos um bando de pulhas nas mãos de uma quadrilha sem qualquer respeito pelas leis, pela Constituição, rasgando as garantias legais e virando até as cabeças dos juizões, sob o comando de um juiz de várzea, medíocre que, a rigor, não tinha nada a ver com os autos dos processos.

Uma trama sem escrúpulo por pura vingança, pra restaurar o regime escravo da pirâmide social. Um crime moleque contra história, urdido com tanto ódio e má fé que trataram logo de enfiar uma reforma emasculante no ensino médio, quando os adolescentes se põem diante do seu espelho e estão em condições de sonhar mais alto.

Isso não é nada, não é nada, é o começo do fim do ensino democrático. Pela estratégia tudo o que querem é formar um exército barato de subalternos.

Está tudo claríssimo. Restauram os cercados d'antão e vão acabar passo a passo com o atual ambiente plural e enriquecedor.

Só quem não sabe aritmética não percebeu que vão acabar as aposentadorias e pensões e todas as conquistas dos tempos de Getúlio e do trabalhismo.

E o pior, vão sangrar nossa economia, vendendo a preço de banana tudo que for disponível.

Para evitar essas sacanagens só saindo às ruas, de tacape e peito aberto.

Esses coxinhas corruptos não vão aguentar o primeiro tabefe.

Estejamos onde pudermos, ajudemos a reforçar tomada das ruas.