2.4.17

1 - EX-PRESIDENTE DO TCE-RJ ENVOLVE PEZÃO EM REPASSE DE PROPINA A CONSELHEIROS; 2 - CABRAL TERIA DELATADO 97 JUÍZES, DESEMBARGADORES E MEMBROS DO MP

REDAÇÃO -


O conselheiro e ex-presidente do TCE Jonas Lopes de Carvalho Júnior disse em delação premiada que o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB) participou de, pelo menos, duas reuniões para discutir propinas a conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

De acordo com depoimento de Jonas Lopes, em 2013, o então vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão realizou uma reunião em sua casa na Zona Sul do Rio. Na ocasião, se discutiu como seria a partilha de propina entre os conselheiros do tribunal.

Na última quarta-feira, 29, a Polícia Federal prendeu cinco dos sete conselheiros do TCE na operação Quinto do Ouro. O presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani (PMDB), também foi alvo, levado coercitivamente para depor.

Segundo o relato de Jonas Lopes, Pezão tratou sobre propina ao TCE já como governador eleito, em 2015. O novo encontro teria acontecido no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio. Segundo Jonas Lopes, neste encontro, Pezão teria informado a ele que o contato seria o Afonso Henriques Monnerat, lotado no gabinete do governador. Nesta reunião no Palácio Guanabara, Jonas Lopes reafirma que se discutiu os repasses de propina. (via Rio247)

***
CABRAL TERIA DELATADO 97 JUÍZES, DESEMBARGADORES E MEMBROS DO MP

O ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral estaria pronto para iniciar seu acordo de delação premiada, pelo qual pretenderia delatar 97 nomes do Judiciário. A informação foi divulgada pelo blogueiro de Veja Reinaldo Azevedo.

"Segundo quem está por dentro do assunto e não costuma errar, neste exato momento, Sérgio Cabral, ex-governador do Rio, está fazendo o primeiro depoimento de sua delação premiada", escreve Reinaldo.

"Quem tem acesso à coisa assegura que ela inclui 97 nomes — 97!!! — de juízes, desembargadores e membros do Ministério Público", completa.