12.4.17

1 - QUEM SÃO OS 29 SENADORES NA LISTA DE FACHIN; 2 - DELAÇÕES SOBRE FHC, LULA E DILMA VÃO PARA OUTROS TRIBUNAIS; 3 - QUEM SÃO OS PAIS E FILHOS NA LISTA DO MINISTRO DO STF

REDAÇÃO -


O ministro Edson Fachin (foto) autorizou a abertura de inquéritos contra seis senadores tucanos com base nos depoimentos de delatores da Odebrecht.

Aécio Neves é alvo de cinco dessas investigações por suposta solicitação de propinas e doações de caixa 2 à empreiteira. Jucá tem o mesmo número.

Os 29 denunciados são:
  1. Senador da República Romero Jucá Filho (PMDB-RR)
  2. Senador Aécio Neves da Cunha (PSDB-MG)
  3. Senador da República Renan Calheiros (PMDB-AL)
  4. Senador da República Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)
  5. Senador da República Paulo Rocha (PT-PA)
  6. Senador Humberto Sérgio Costa Lima (PT-PE)
  7. Senador da República Edison Lobão (PMDB-PA)
  8. Senador da República Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
  9. Senador da República Jorge Viana (PT-AC)
  10. Senadora da República Lidice da Mata (PSB-BA)
  11. Senador da República José Agripino Maia (DEM-RN)
  12. Senadora da República Marta Suplicy (PMDB-SP)
  13. Senador da República Ciro Nogueira (PP-PI)
  14. Senador da República Dalírio José Beber (PSDB-SC)
  15. Senador da República Ivo Cassol
  16. Senador Lindbergh Farias (PT-RJ)
  17. Senadora da República Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)
  18. Senadora da República Kátia Regina de Abreu (PMDB-TO)
  19. Senador da República Fernando Afonso Collor de Mello (PTC-AL)
  20. Senador da República José Serra (PSDB-SP)
  21. Senador da República Eduardo Braga (PMDB-AM)
  22. Senador Omar Aziz (PSD-AM)
  23. Senador da República Valdir Raupp
  24. Senador Eunício Oliveira (PMDB-CE)
  25. Senador da República Eduardo Amorim (PSDB-SE)
  26. Senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE)
  27. Senador da República Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)
  28. Senador da República Ricardo Ferraço (PSDB-ES)
  29. Senador Antônio Anastasia (PSDB-MG)

***
Delações sobre FHC, Lula e Dilma vão para outros tribunais

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, encaminhou a instâncias judiciais inferiores petições envolvendo três ex-presidentes do Brasil, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT).

No total, Fachin remeteu 201 petições a foros e tribunais inferiores pela ausência de foro privilegiado dos envolvidos, 25 delas mantidas em sigilo. Nove governadores tiveram seus casos enviados ao Superior Tribunal de Justiça. Outros três tiveram inquéritos abertos no próprio STF.

O ministro é relator da Operação Lava Jato no STF e recebeu há algumas semanas uma lista com procedimentos pedidos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, baseado em investigações e delações como as dos 77 executivos da Odebrecht.

Na lista de Fachin, há políticos de diversos partidos, que atuam ou atuaram nas esferas municipal, estadual e federal.

Estão lá, entre outros, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) e o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB), hoje presos.

Também aparecem os ex-prefeitos Eduardo Paes (PMDB), do Rio, e Fernando Haddad (PT), de São Paulo.

O ex-ministro Aloizio Mercadante (PT) e o prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva (PT), também tiveram petições remetidas. (…)
(via Folha)

***
Quem são os pais e filhos na lista de Fachin