10.4.17

50 ANOS DO MEU DESTERRO EM FERNANDO DE NORONHA

HELIO FERNANDES -

De 1964 a 1985, minha vida foi tormentosa. Prisões, perseguições, processos de toda ordem. Mas acredito que nem os generais ambiciosos, torturadores, arbitrários, atrabiliários, autoritários admitissem que poderiam chegar tão longe.

Em novembro de 1966, eu era candidato a deputado federal pelo MDB. Como as pesquisas me davam votação extraordinária, começaram as tentativas dos usurpadores, para que eu retirasse a candidatura. Nos comícios diários, muita gente me perguntava a razão de eu querer trocar o jornalismo pela politica. E eu respondia invariavelmente:"Não quero trocar e sim aumentar meu arsenal de combate. Como a minha forma de expressão é a palavra escrita, mas também a palavra falada, vou usar as duas, diariamente. Um artigo no jornal um discurso na Câmara".

Leia mais na COLUNA