17.4.17

ENTREVISTA – “SÃO DEZENAS DE MILHÕES DE DESEMPREGADOS, DIA 28 VAMOS PARAR O BRASIL!” ABILIO VALÉRIO TOZINI, DIRETOR DA FUP E MEMBRO DA CHAPA ‘UNIDADE PARA LUTAR!’, SINDIPETRO-RJ [VÍDEO]

DANIEL MAZOLA -


Em busca de respostas, propostas e ações para barrar a pauta neoliberal do desgoverno Temer, em apoio a Chapa1 ‘UNIDADE PARA LUTAR!’ na eleição do SINDIPETRO-RJ, e para potencializar a convocatória da GREVE GERAL para o próximo dia 28, coversamos com o lutador ABILIO VALÉRIO TOZINI (foto). Diretor da Federação Única dos Petroleiros (FUP), conselheiro do CREA-RJ e do Clube de Engenharia.

O sindicalista fez uma radiografia completa das mazelas do país, falou do entreguismo escancarado de agora, lembrou que o escritor Monteiro Lobato e muitos patriotas lutaram para criar a Petrobras e para que o petróleo se tornasse um bem para desenvolver o país. “Quando você permite que empresas estrangeiras passem a controlar essa riqueza você coloca em risco a sua soberania energética. Isto é, você vai mandar petróleo para fora ao invés de mandar para dentro do país. O segundo grande prejuízo é o conteúdo nacional. As empresas estrangeiras compram os insumos nas suas nações de origem, e não onde atuam. A Petrobras efetua suas compras dentro do Brasil; as estrangeiras, fora do país, principalmente em seus países de origem. Isso significa um grave prejuízo à economia nacional, às empresas nacionais, que deixarão de vender para a indústria do petróleo”.

Abilio Tozini enfatizou que a nefasta Globo chamou o pré-sal de patrimônio inútil e agora Pedro Parente está passando o pré-sal para os gringos. “A Lava Jato cumpriu sua missão quando prendeu os executivos envolvidos em corrupção. Entretanto, ao contrário da corrupção o que queria mesmo era acabar com a Petrobras. O que se viu foi uma campanha para desmoralizar a Petrobrás, abrindo espaço para Pedro Parente destruir a empresa, vendendo e entregando tudo e sem licitação. Enquanto os brasileiros batem palma para alguns ricos sendo presos, nosso país está sendo saqueado!”.

Com a certeza que precisamos agir, convocou a população: Dia 28 é dia de GREVE GERAL! Precisamos barrar todas as maldades desses entreguistas, contra as Reformas: Trabalhista, da Terceirização e Previdenciária. Chegou a hora de pararmos o país, para garantir direitos e conquistas pelo futuro do Brasil!

Agora assista a entrevista na íntegra:


No texto que segue abaixo, você saberá por que somente com ‘UNIDADE PARA LUTAR!’ os petroleiros derrotarão a privataria e a barbárie social.

O QUE HÁ REALMENTE DE NOVO NAS ELEIÇÕES PARA O SINDIPETRO-RJ?

A grande novidade nestas eleições para o Sindipetro-RJ é o esforço sincero de amplos setores da categoria petroleira para deixar as diferenças internas em segundo plano e, em consonância com os anseios das bases, forjar a unidade tão necessária para nos defendermos dos ataques do governo golpista e da direção da Petrobrás. É uma necessidade urgente para melhor lutar pelos interesses e necessidades da nossa categoria.

Nestas eleições para o Sindipetro-RJ, ao contrário da antiga polarização entre chapas FNP x FUP, uma proposta de unidade surgiu. A Chapa 1 – Unidade para Lutar é o resultado prático de inúmeras reuniões, diálogos com as bases, e principalmente, muitas manifestações, protestos e ações conjuntas no último ano. Setores da atual direção e da antiga oposição do Sindipetro-RJ, junto aos colegas que lutam no dia a dia, amadurecemos na luta concreta e, frente aos enormes desafios que estamos enfrentando, não vacilamos em apontar que a melhor saída agora é nos unirmos. É uma formação inédita em todo o Brasil nos últimos 10 anos. É o que há de realmente novo no movimento sindical petroleiro hoje. Esperamos dar conta, junto com vocês, deste enorme desafio. Juntamos forças entre nós, para juntarmos forças com todos os petroleiros. Acima de nossas diferenças, as necessidades de toda a categoria!

Esse é o compromisso da Chapa 1 – Unidade para Lutar!!!