20.4.17

FRENTISTAS DE OSASCO/SP MOBILIZAM NAS BASES APOIO À PARALISAÇÃO GERAL

Via FEPOSPETRO -


Fortalecer a Greve Geral do dia 28 de abril contra a Terceirização e as reformas Trabalhista e da Previdência, organizada pelas principais centrais sindicais do País, é o objetivo do sindicato dos Frentistas de Osasco (Sinpospetro-Osasco), cuja equipe está desde segunda feira (17) voltada à mobilizar, nos postos de combustíveis de vinte e quatro cidades, a distribuição de cinco mil panfletos de chamamento dos trabalhadores para o dia de paralisação geral. O material produzido pelo sindicato traz também a divulgação dos locais na cidade onde ocorrerão os atos de protestos, bem como a agenda de funcionamento do Sinpospetro-Osasco, que abrirá às 7 horas da manhã como ponto de concentração dos trabalhadores.

De acordo com José Maria Ferreira, presidente da entidade, o alerta  para o radical  corte de direitos  trabalhistas previstos nas propostas neoliberais do governo Temer tem sido foco das abordagens aos trabalhadores: "É preciso que a indignação coletiva se transforme em participação para a luta nas ruas", analisa o presidente sindical.


Fepospetro encabeça a adesão da categoria em SP

Para consolidar o apoio dos Frentistas de São Paulo à greve geral do próximo dia 28, o mesmo roteiro de mobilização do Sinpospetro de Osasco foi adotado pelos demais quinze sindicatos dos frentistas de São Paulo, afirma Luiz Arraes, presidente da Federação Estadual dos Frentistas (Fepospetro), que representa, em conjunto com estas entidades, cem mil trabalhadores no estado.

De acordo com Arraes, a pressão das ruas é hoje a única esperança dos trabalhadores de tentar barrar o avanço das reformas, que retiram  direitos da CLT e acaba com a aposentadoria, defendidas pelo  Governo Temer, "cuja agenda atende somente aos interesses dos ricos e poderosos".


* Assessoria de Imprensa da Fepospetro