30.4.17

LEMBRANDO MARIO COVAS

SEBASTIÃO NERY -


Rio de Janeiro – Proust, Marcel Proust, o gênio da lembrança, não esqueceu a memória:- “Há de tudo em nossa memória: é uma espécie de farmácia, onde ao acaso se põe a mão ora sobre um calmante, ora sobre um veneno”.

Muito oportuno o economista e professor Helio Duque, exemplar ex-deputado baiano-paranaense, em relembrar Mario Covas que neste 21 de abril estaria fazendo 87 anos. Nesse tempo de rapinagem nacional é importante destacar homens que dignificaram a administração pública, pelo testemunho de vida que deixaram.

Leia mais na COLUNA