24.4.17

NOVAS DEMISSÕES NA REDE FORZA PREOCUPAM DIRETORIA DO SINPOSPETRO-RJ

Via SINPOSPETRO-RJ -

Sindicato realiza assembleia, amanhã (25), com trabalhadores demitidos da Rede Forza, na sede em Vila Isabel.


Mais de cinquenta funcionários da Rede Forza foram demitidos no mês de março. A empresa fechou de uma só vez, treze postos no município do Rio de Janeiro. Para resolver a questão da garantia de direitos e orientar os trabalhadores, o SINPOSPETRO-RJ realiza nesta terça feria( 25) assembleia às 15 h, com os ex-funcionários da Forza.

Os postos de combustíveis que foram fechados funcionavam precariamente há um ano, desde a primeira crise da empresa. No ano passado, numa situação semelhante, o sindicato teve que intervir para garantir os direitos dos trabalhadores.

ASSEMBLEIA - A assembleia será realizada amanhã, às 15h, no auditório da nova sede do sindicato, na avenida Professor Manoel de Abreu, 850, em Vila Isabel, Zona Norte do RJ. A participação dos trabalhadores demitidos é fundamental.

A sede do SINPOSPETRO-RJ fica a 10 minutos a pé, do Estádio do Maracanã, onde há estações de trem e metrô e várias linhas de ônibus, que ligam o bairro a diversos pontos da cidade e a outros municípios.

DEMISSÕES - Com essas demissões sobe para 320 o número de funcionários demitidos pela Rede Forza em apenas um ano. Em março de 2016, a empresa dispensou 270 trabalhadores e fechou mais de 28 postos no Estado do RJ. Na época, a empresa alegou falta de recursos para quitar as verbas indenizatórias. Para forçar a abertura das negociações, a diretoria do SINPOSPETRO-RJ realizou um protesto em um dos principais postos da Rede Forza, na Barra da Tijuca. A manifestação deu resultado e a empresa firmou um acordo com o sindicato para o pagar as rescisões.

PROCESSO - Para agilizar a liberação do FGTS e do seguro-desemprego dos funcionários, o departamento jurídico vai entrar na Justiça com reclamação trabalhista de tutela antecipada. Dessa forma, antes de todo o processo ser julgado, o Juiz tem como autorizar a liberação de recursos para suprir as necessidades do trabalhador.

O departamento jurídico vai cobrar também na Justiça as verbas rescisórias, pagamento do aviso prévio, férias, saldo de dias trabalhados e multas.

RECOLOCAÇÃO - Em tempos de crise e com alto índice de desemprego no país, o SINPOSPETRO-RJ coloca à disposição da categoria o seu banco de empregos para ajudar os trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência a se recolocar no mercado. Os trabalhadores da categoria poderão enviar o curriculum para o e-mail: homologacao@sinpospetro-rj.org.br ou entregar no sindicato no dia da assembleia.

*Estefania de Castro, assessoria de imprensa Sinpospetro-RJ