17.4.17

ODEBRECHT, BANCO DO BRASIL, LULA, BNDES, ESTÁDIO DO CORINTHIANS

HELIO FERNANDES -

Vou contar pela primeira vez, a historia escabrosa da construção do estádio do Corinthians. No vandalismo financeiro do levantamento dos elefantes brancos para a Copa de 2014, dominados pelas empreiteiras roubalheiras, como sempre a Odebrecht era absoluta.

Tanto as obras das Copas como das Olimpíadas, começavam 6 anos antes. (Com exceção do Maracanã, o maior crime e o maior faturamento, pois era necessário destruir um símbolo e levantar um chiqueiro.O orçamento era de 600 milhões, custou 1 bilhão e 300 milhões. Mais outros 300 milhões para o estádio ser utilizado na Olimpíada. Tudo vorazmente recebido pela Odebrecht).

Leia mais na COLUNA