30.5.17

1- “NÃO GASTO TEMPO PENSANDO” EM POSSÍVEL ELEIÇÃO INDIRETA, DIZ MEIRELLES; 2- TEMER PEDE SOCORRO A FHC, O FIADOR DO GOLPE

REDAÇÃO -


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira acreditar que o presidente Michel Temer deve concluir o mandato, até o fim de 2018, e que não pensa na possibilidade de sucedê-lo caso o Brasil passe por uma eleição indireta.

“Eu não trabalho por hipóteses, trabalho com a realidade. O meu cenário-base é que o presidente vai concluir o seu mandato até o final de 2018 e é sobre isso que eu estou trabalhando”, disse Meirelles durante evento promovido pela revista Exame, em São Paulo. “Estamos trabalhando normalmente, não gasto tempo pensando nesse assunto.”

O governo Temer enfrenta uma forte crise política desde que o presidente virou alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça, em investigação aberta com base em acordo de delação fechado pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS. No próximo dia 6, o Tribunal Superior Eleitoral deve julgar a cassação da chapa Dilma-Temer.

“Eu passei um ano respondendo a outra pergunta: se eu seria candidato em 2018. E a resposta que eu dava é a mesma: estou focado no meu trabalho em colocar o Brasil para crescer e aumentar a capacidade do Brasil crescer mais no futuro”, acrescentou o ministro. (via Reuters)

***
TEMER PEDE SOCORRO A FHC, O FIADOR DO GOLPE

Michel Temer se reuniu na noite desta segunda-feira com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, avalista do golpe de 2016 e um dos principais responsáveis pela catástrofe brasileira.

Ao não condenar a aliança entre Aécio Neves e Eduardo Cunha para derrubar a presidente legítima Dilma Rousseff, FHC deu sustentação política à "pinguela Temer", que desmoronou em meio a grandes escândalos de corrupção.

Se FHC retirar o apoio que ainda dá a Temer, o Brasil terá uma chance de recuperar sua democracia e sua economia.

Temer, que traiu Dilma, já sabe que está sendo traído pelo PSDB. (via 247)

Abaixo, informação postada pela jornalista Andréa Sadi, da Globonews, sobre o encontro entre Temer e FHC:

Em meio à maior crise política do governo, o presidente Michel Temer se encontrou na noite desta segunda-feira (29) no hotel Hyatt, em São Paulo, com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE).

Um dos principais aliados de Temer no Palácio do Planalto, o ministro da Secretaria-Geral, Moreira Franco, também participou do encontro.

Temer está em São Paulo para participar de um encontro com empresários.