22.5.17

CSB-RJ ELEGE NOVA DIRETORIA. DIRIGENTES ATUARÃO CONTRA OS RETROCESSOS EM DEFESA DOS TRABALHADORES

REDAÇÃO -

Sessão plenária deu posse aos sindicalistas / Fotos: Iluska Lopes.
A nova diretoria da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) Seccional Rio de Janeiro foi eleita na última sexta-feira (19) e firmou compromisso para mobilizar o estado na luta pela classe trabalhadora.

Autoridades e dirigentes passaram pelo Congresso. Debateram a atual conjuntura brasileira e destacaram a importância da formação política e da mobilização das entidades sindicais contra o retrocesso dos direitos dos trabalhadores. O evento reuniu entidades e delegados sindicais de todo o estado, todos focados na realidade social do país, em clima de muito respeito, espírito de luta e solidariedade.

Daniel Mazola (jornalista), Antonio Neto (presidente nacional da CSB) e Bartolomeu França (consultor sindical)
Segue abaixo, matéria da CSB sobre o evento.


O Congresso Estadual do Rio de Janeiro elegeu, na tarde desta sexta-feira (19), a terceira diretoria seccional da CSB. A direção da regional carioca da Entidade tomou posse para comandar os rumos da Central no estado, pelos próximos 5 anos, pautada na ampliação da atuação da CSB e na imediata organização e mobilização das bases na regional contra as reformas trabalhista e da Previdência.

Maria Barbara da Costa, presidente eleita, agradeceu a todos os sindicatos do estado que, segundo ela, acreditaram no trabalho da Central no Rio de Janeiro. “A cada dia a responsabilidade aumenta, mas precisamos crescer ainda mais para chegar no topo da representação nacional. A realidade é que a CSB existe para provar que a Central pode chegar aonde quiser”, disse a dirigente emocionada.

Ao falar sobre a importância do apoio de Maria Barbara e dos dirigentes cariocas para o crescimento da Central, Antonio Neto lembrou o compromisso da CSB com a realização dos congressos estaduais. No Rio, mais de 170 pessoas participaram do evento, que reuniu 46 entidades de todo o estado. “O perfil dos nossos congressos é de formação e informação, para sairmos melhores do que chegamos. Só a informação é que nos fará desmistificar as mentiras. Temos de construir uma central cada vez mais forte e criar quadros que nos orgulhem cada vez mais”, explicou o presidente nacional da CSB. Neto reforçou a necessidade da participação dos dirigentes cariocas na marcha das centrais em Brasília, no dia 24.

O assunto também foi lembrado por Alvaro Egea, secretário-geral, ao saudar a nova diretoria eleita. De acordo com o dirigente, “a marcha expressa o sentimento da maioria dos trabalhadores”. “O povo brasileiro está indignado com essas reformas que o governo vem implementando. São medidas que destroem todas as políticas sociais, trabalhistas e previdenciárias que conhecemos. É uma política de desmonte das conquistas civilizatórias”, criticou Egea.

Antonio Jorge Gomes, vice-presidente, defendeu a união das bases no estado para a consolidação do trabalho da CSB na região. “É necessária a participação de todos, a CSB somos todos nós”, pontuou. Presente à sessão plenária desta sexta-feira, o secretário de formação sindical Cosme Nogueira mais uma vez destacou a necessidade da conjunção de forças dos dirigentes no trabalho de fortalecimento das categorias no estado.

Moções - Aprovada durante a plenária, a moção apresentada pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Mangaratiba, Valdecir Moreira de Freitas, reivindica a aposentadoria especial aos guardas municipais, além do adicional de risco de vida para a categoria. O dirigente salientou também a necessidade de os profissionais serem transformados em polícias municipais, uma vez que “de fato, as guardas municipais são as verdadeiras polícias municipais”.

O presidente Antonio Neto também propôs uma moção para a realização de simpósio para os advogados que representam os sindicatos do estado. A proposta foi aprovada por unanimidade pela plenária.

Helton Yomura, superintendente Regional do Trabalho no Rio de Janeiro, esteve presente ao evento e parabenizou a CSB pela eleição da diretoria. O representante do Ministério do Trabalho afirmou que as portas de seu gabinete estão abertas para as necessidades dos dirigentes.

Formação e capacitação - Nos dias 17 e 18 de maio, o Congresso Estadual do Rio de Janeiro recebeu o Curso de Formação Política e Sindical da CSB. Já na abertura, os congressistas tiveram a oportunidade de assistir à palestra do ex-ministro e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, que falou sobre a política de desenvolvimento nacional (leia aqui). Temas como o papel do sindicato na defesa das categorias, o estatuto, formas degradantes de trabalho e a proteção aos dirigentes fizeram parte das palestras prestigiadas pelos congressistas.

---
Leia também:

DIRIGENTES DA CSB INICIAM CICLO DE DEBATES PARA AMPLIAR LUTA CONTRA AS “REFORMAS” NEOLIBERAIS [VÍDEO]