29.5.17

FENEPOSPETRO FECHA COM CHAVE DE OURO NEGOCIAÇÃO SALARIAL DOS FRENTISTAS DO MATO GROSSO

Via FENEPOSPETRO -

Federação conquista aumento diferenciado para trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência do Mato Grosso. O acordo garante um aumento real de até 5,43% nos salários da categoria.


Diante das dificuldades da maioria das categorias no país para negociar o reajuste salarial, por causa do alto índice de desemprego e a crise econômica, a Federação Nacional dos Frentistas (FENEPOSPETRO) superou as expectativas do setor de combustíveis e conquistou para os trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência do estado do Mato Grosso reajuste salarial que varia de 7% a até 10%. O acordo fechado garante um aumento real que varia de 2,43% a até 5,43% nos salários da categoria. Esse é maior aumento real conquistado nas negociações dos frentistas, até o momento, no país.

Ao defender na mesa de negociação o reajuste diferenciado, a federação visou valorizar a mão de obra da categoria, principalmente dos funcionários que exercem cargos de chefia e ficam responsáveis por todo o funcionamento do posto. Os gerentes terão os salários reajustados em 10%, o que representa um aumento real de 5,43% nos salários. Os demais funcionários receberão 7% de reajuste, com aumento real de 2,43% nos salários. Com o aumento, o piso salarial do frentista no Mato Grosso passará para R$ 1.335,36 já incluso o adicional de periculosidade.

O secretário-geral da FENEPOSPETRO, Carlos Alves, e Juscelino Porcino, responsável pela subsede da federação no Mato Grosso, representaram a entidade na última rodada de negociação. Os trabalhadores, com data-base em 1º de março, vão receber o pagamento de maio com o aumento e as diferenças salariais. O acordo foi protocolado na última sexta-feira (26), no Ministério do Trabalho e Emprego, em Cuiabá.

BENEFÍCIOS - Na negociação, a federação conseguiu elevar o valor do vale-alimentação para R$ 200,00. A entidade também garantiu para os lubrificadores uma gratificação de R$ 145,00, que será paga junto com o salário de maio.

REPRESENTAÇÃO - A FENEPOSPETRO, representa cerca de 12 mil trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência em 145 municípios do estado do Mato Grosso. O sindicato da categoria fundado pela federação em 2011, aguarda a liberação da carta sindical.

ESPÍRITO SANTO - Infelizmente, nem em todos os estados as negociações transcorrem sem conflitos. Nesta segunda-feira (29), o presidente da FENEPOSPETRO, Eusébio Pinto Neto, vai reforçar a negociação dos trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência do estado do Espírito Santo. As negociações se arrastam há cinco meses, e o presidente do Sindicato dos Frentistas do Espírito Santo, Wellington Bezerra, recorreu ao Ministério Público do Trabalho (MPT) para fazer valer os direitos dos frentistas. Hoje, será realizada uma audiência às 9:30h, no MPT, para tentar acabar com o impasse. Após seis rodadas de negociação e duas audiências de conciliação no Ministério do Trabalho e Emprego do Espirito Santo, o sindicato patronal se mantém irredutível e insiste em retirar direitos da categoria, que tem data-base em 1º de janeiro.

* Estefania de Castro, assessoria de imprensa Fenepospetro