17.5.17

LABORAL NÃO AVANÇOU NOS ÚLTIMOS 20 ANOS

ROBERTO M. PINHO -

(...) “Essa questão sobre o perfil da Justiça Trabalhista, embora tenha seus fundamentos, não têm surtido efeito. O custo para movimentar a máquina judiciária triplicou, o número de processos sem solução dobrou, e a postura dos juízes e serventias não melhorou”.


O principal gargalo na especializada é o excesso de exigências dessa justiça laboral que causa insegurança nas empresas. A posição do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, manifestada numa entrevista ao Brasil Econômico é de que a "A Justiça do Trabalho hoje é um impeditivo para os investimentos. Ela faz o papel do Congresso, promulga as leis, decide, e ainda decide de maneira diferente em cada estado, em cada cidade".

Leia mais na COLUNA