23.5.17

PF PRENDEU OS EX-GOVERNADORES AGNELO QUEIROZ, JOSÉ ROBERTO ARRUDA E TADEU FILIPELLI ASSESSOR ESPECIAL DE TEMER

ALCYR CAVALCANTI -


O dia amanheceu agitado em Brasília com agentes da Policial Federal que cumprem vários mandados de prisão na Operação Panatenaico que apura uma organização criminosa que fez um rombo nos cofres públicos de cerca de R$ 900 milhões relativos ao superfaturamento nas obras do estádio Mané Garrincha. O nome da operação é uma alusão aos jogos anteriores aos Jogos Olímpicos realizados no Stadium Panatenaico na Grécia Antiga. Entre as várias prisões estão os ex-governadores Agnelo Queiroz-PT, José Roberto Arruda-PR e Tadeu Filipelli assessor especial do presidente Michel Temer.

Mais um do grupo de Temer que vai para trás das grades. José Roberto Arruda já esteve envolvido em inúmeras irregularidades e foi investigado na "Operação Caixa de Pandora" por desvios de grandes quantias de dinheiro em obras públicas.

A Copa do Mundo 2014 não tem trazido boas recordações para os brasileiros. Além da sofrida derrota da seleção brasileira de futebol por 7X1 para Alemanha, houve a construção de um número excessivo de estádios doze, quando bastavam oito, que eram as chaves em que estavam os países participantes. O estádio Mané Garrincha foi o campeão da malversação de verbas, de quase R$ 900 milhões a mais, em uma previsão de orçamento de R$ 600 milhões deu um salto fantástico para quase R$ 1600 bilhões, exatamente R$1575 bilhões superando em muito o superfaturamento da obra do estádio do Maracanã um dos motivos da prisão e do desmantelamento do grupo político do ex-governador Sérgio Cabral agora trancafiado desde o ano passado. É possível que surjam alguns outros  envolvidos em obras dos outros dez estádios construídos de norte s sul do Brasil.