6.5.17

UMA CORJA DE PICARETAS

MIRSON MURAD -


O plenário do Congresso quer aprovar, a Comissão já aprovou, a cruel reforma da lei trabalhista, com condições especiais para algumas categorias como a dos policiais pelos riscos devida que correm. Incluíram aí a polícia do Congresso mas excluíram a categoria dos agentes penitenciários. Revoltados, os agentes tem feito protestos como o que ocorreu ontem com a invasão do plenário e entrando em choque com os seguranças da casa. A reivindicação desses agentes é mais que justa. Eles correm riscos altíssimos, como poucas categorias, de suas vidas no exercício da profissão e até fora do trabalho, assim como sua família, entretanto ficaram de fora.

Os gentes da Polícia do Congresso têm imensa mordomia onde está incluída farta e especial refeição, trabalha em ambiente tranquilo, com ar condicionado, sendo servidos cafezinhos e outras benesses, lado-a-lado com os parlamentares. Não correm risco de vida, nenhum mesmo. Por que estão incluídos nas condições especiais? É fácil de entender: Fazem parte da "patota" dos parlamentares que é uma corja de picaretas. É justo???


---
Leia também:


GILMAR, AECINHO E O SACO DE FARINHA; CANALHICE EM SOROCABA; A CULPA É DO BISPO, APARELHO DESAPARECE