5.7.17

FENEPOSPETRO FECHA ACORDO DOS FRENTISTAS DE AEROPORTOS EM SEIS ESTADOS

Via FENEPOSPETRO -

A Federação dos Frentistas representa cerca de mil operadores de abastecimento de avião nos estados do Pará, Acre, Rondônia, Roraima, Mato Grosso e Alagoas. A negociação salarial dos frentistas de aeroportos foi fechada na semana passada.


A profissão de frentista pode ser classificada pelo trabalho exposto a produtos tóxicos e inflamáveis, por este motivo os funcionários de aeroportos, que trabalham abastecendo aviões, também fazem parte da categoria. Há dois anos, a Federação Nacional dos Frentistas (FENEPOSPETRO) representa esses trabalhadores. A entidade fechou a Convenção Coletiva de 2017 com a empresa Pioneiro Combustíveis que abastece as aeronaves nos aeroportos do Pará, Acre, Rondônia, Roraima, Mato Grosso e Alagoas.

A Federação conquistou para os trabalhadores, com data-base em 1º de março, reajuste salarial de 6%, isso representa um aumento real de 1,43% para a categoria. A FENEPOSPETRO também conseguiu elevar o valor do vale refeição para R$ 12,00. No acordo, a entidade estendeu o adicional de periculosidade a todos os funcionários da empresa, inclusive os empregados da área administrativa. Por questão de segurança no ambiente laboral, a Convenção Coletiva da categoria traz detalhado as tarefas pertinentes a cada função.

HORAS EXTRAS - O presidente da FENEPOSPETRO, Eusébio Pinto Neto, também conseguiu acabar com o banco de horas. A partir de agora, a empresa vai remunerar os trabalhos complementares de segunda a sexta-feira, inclusive dos que laboram em escala de revezamento 12 X 36, com acréscimo de 55% sobre o valor da hora normal. Já as horas extras trabalhadas nos domingos e feriados terão acréscimo de 100%.

REPRESENTAÇÃO - A FENEPOSPETRO representa cerca de mil frentistas de aeroportos nos estados do Pará, Acre, Rondônia, Roraima, Mato Grosso e Alagoas. O presidente da Federação Eusébio Neto diz que com a entidade, os frentistas que abastecem os aviões ganharam mais representação e força para lutar por melhores condições de trabalho.

Além dos cursos das NRs de segurança e saúde exigidos nos postos de combustíveis, os frentistas de aeroportos têm formação técnica fornecida pela Infraero. Os profissionais que circulam nas pistas dos aeroportos recebem capacitação específica.

SÃO PAULO - A Federação dos Frentistas do estado de São Paulo (FEPOSPETRO) representa cerca de mil e quinhentos trabalhadores, que abastecem aviões nos aeroportos de Guarulhos, Congonhas, Viracopos, em Campinas e São José dos Campos.

PARANÁ - Em Curitiba, os frentistas do Aeroporto Internacional Afonso Pena, de São José dos Pinhais, são representados também pelo sindicato da categoria.

* Estefania de Castro, assessoria de imprensa Fenepospetro