24.8.17

1- PETROLEIROS JÁ TEMEM A PRIVATIZAÇÃO DA PETROBRAS E PEDEM REAÇÃO IMEDIATA; 2- CSB DIVULGA NOTA DE REPÚDIO À PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS

REDAÇÃO -


A Federação Única dos Petroleiros divulgou nesta quarta-feira 23 um comunicado em que afirma que, após o anúncio da privatização da Eletrobras pela equipe econômica do governo Temer, a "próxima privatização será da Petrobrás, se não reagirmos".

A FUP destaca que, "também como já estão fazendo com a Petrobrás, o objetivo [no caso da Eletrobrás] é quebrar a integração do sistema e entregar às multinacionais o controle da logística do setor elétrico. Essas empresas receberão pronto, sem custo algum, toda a estrutura construída ao longo de décadas de investimentos por parte do Estado".

"Só a resistência da classe trabalhadora e dos setores organizados da sociedade será capaz de defender o Estado desse desmonte que o golpe impôs ao povo", defende a entidade. "O que está em xeque é a soberania nacional, o futuro das próximas gerações de brasileiros. Temos o dever de impedir os crimes de lesa-pátria do desgoverno Temer", ressalta. (via FUP)


***
CSB divulga nota de repúdio à privatização da Eletrobras

Na tarde desta quarta-feira (23), a Central dos Sindicatos Brasileiros divulgou nota de repúdio à privatização da Eletrobras. Aprovada pela Executiva Nacional, que está reunida desde a última segunda-feira (21), em São Paulo, a carta aponta a ameaça à soberania nacional e popular imposta pela inciativa do Ministério de Minas e Energia de entregar a estatal brasileira ao comando do setor privado.

Na nota, a CSB argumenta também que a privatização coloca em risco os milhões de brasileiros beneficiados atualmente pelos programas sociais do governo, que recebem energia nas áreas rurais.