1.8.17

1- SINTRACONST-RIO NOTIFICA CONSTRUTORA E TERCEIRIZADAS POR DEZENAS DE IRREGULARIDADES; 2- SINTRACONST-RIO DIVULGA RESULTADO DA CAMPANHA SALARIAL NOS CANTEIROS DE OBRAS

Via FORÇA-RJ -


O Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil do Município do Rio de Janeiro (Sintraconst-Rio) notificou a obra da empresa RMP Empreendimentos Eireli (Telmec), na construção de um supermercado na Zona Norte do Rio, no Méier. O canteiro tem mais de 20 irregularidades. Boa parte delas em relação às normas regulamentadoras de segurança.

A obra tinha até um buraco aberto com vergalhões expostos sem qualquer proteção. Redimensionamento da área de vivência, LTCAT, programa de prevenção de riscos e isolamento de áreas de risco foram outros pontos colocados na notificação.

O Sindicato também exige que o operador de martelete seja qualificado corretamente, conforme a NR-12 e a cláusula 3ª da convenção coletiva de trabalho.

“Solicitamos na notificação pontos básicos como distribuição de equipamentos de segurança aos trabalhadores, calçados, luvas. Convocamos a empresa para uma mesa de entendimento. São  questões urgentes que precisam ser resolvidas”, informou Junio Firmino, chefe da equipe de fiscalização que visitou o canteiro de obras.

Além da construtora, outras três terceirizadas que atuam na obra também foram notificadas por desrespeito a cláusulas da convenção coletiva e normas regulamentadoras. (Por Rose Maria, Assessoria de Imprensa / Fonte: Assessoria de Imprensa Sintraconst-Rio)

***
Sintraconst-Rio divulga resultado da campanha salarial nos canteiros de obras

As equipes do Departamento de Segurança do Trabalho do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil do Município do Rio (Sintraconst-Rio) estão levando aos canteiros de obras a nova edição do jornal Martelão, com as informações sobre o reajuste salarial e a nova tabela de pisos.

O Sindicato conseguiu reajustes que chegam até a 15,8%, que é o caso da função de marceneiro. Já os pisos salariais da categoria foram reajustados em 4,5%, índice que garante aumento salarial maior do que a inflação regional na data-base. É importante lembrar que o reajuste salarial é retroativo ao mês de março. Essa diferença será paga pelas empresas.

Três novas funções foram incluídas na tabela de pisos salariais: marceneiro (Grupo 1), operador de máquina aplainadora (Grupo 2) e calafetador.

Além do ganho nos salários, a categoria garantiu a permanência do cartão assiduidade (R$ 240 por mês) na convenção coletiva. Os empresários tentaram a todo custo retirar esse benefício.

“Neste momento em que o país tem mais de 14 milhões de desempregados, o Sindicato novamente consegue, com as negociações salariais, conquistar com muita luta um dos maiores reajustes salariais do Brasil. Na batalha do dia a dia e na atuação direta das equipes do Sintraconst-Rio nos canteiros de obras, o Sindicato garante o fortalecimento da categoria para superar esse momento tão ruim que atravessa o país”, destacou o presidente do Sintraconst-Rio, Carlos Antonio de Souza.

Mais de dez canteiros de obras recebem a visita e fiscalização das equipes do Sintraconst-Rio diariamente. Nessas visitas, além de observar as condições de trabalho dos operários e o respeito à CLT e à convenção coletiva, o Sindicato entrega informativos à categoria. (Por Rose Maria, Assessoria de Imprensa / Fonte: Assessoria de Imprensa Sintraconst-Rio)