19.8.17

O GALANTEADOR GEDDEL VIEIRA

MIRSON MURAD -


Quando o doleiro estava solto, o ex-ministro chantagista do mafioso MiShell Temer nunca telefonava para a esposa do Funaro. Com o doleiro preso, Geddel fez 17 telefonemas para essa senhora que, com o marido preso, não tem quem a defenda. Geddel nega que a estava pressionando, intimidando, para que o Funaro não fizesse delação premiada e o "nobre" político Ficha Borrada fosse delatado. Obviamente, se não foram ameaças, Geddel que não goza de relações pessoais com a família Funaro só poderia estar fazendo a corte à esposa do doleiro. Era isso mesmo, Geddel? Você é um galanteador irresistível? Ajuda humanitária, indiscutivelmente, não era. A respeitável senhora não está carente dessa bondade. E a mulher do Geddel, o que tem a dizer?

O CONAR EXISTE MESMO? SE EXISTE NÃO FUNCIONA

Diversos laboratórios, fabricantes de automóveis e outros mais colocam seus anúncios na TV e ao final da mensagem aparece na tela um texto com letrinhas tão minúsculas que nem mesmo com lupa consegue-se ler. E isso vem ocorrendo há longos anos. Se o consumidor fica desinformado por não conseguir ler o que estão comunicando pois, se colocaram tal mensagem é porque ela é necessária. Provavelmente, tais informações são importantes, indispensáveis. E o que o CONAR faz? Rigorosamente nada!

---
Leia também:

O RIDÍCULO DOMINGOS MEIRELLES