18.8.17

PARLAMENTARISMO E “DISTRITÃO”: O PROJETO TEMER-CUNHA ATACA A SOBERANIA

Por ROBERTO AMARAL -


Uma vez mais, e jamais suficientemente, é preciso pôr à luz do sol o caráter do golpe em curso, como forma de antever seus próximos passos, e a eles nos anteciparmos. Jamais será excessivo destacar seu caráter oligárquico, antinacional e antipopular, autoritário e desconstrutor da ordem republicana. Mas agora é preciso, também, denunciar as maquinações contra a política e a democracia representativa que, após o hiato dos 21 anos imposto pela última ditadura, nosso povo vem, aos trancos e barrancos, tentando reconstruir.

Leia mais em POLÍTICA

* Via e-mail. Roberto Amaral é escritor e ex-ministro de Ciência e Tecnologia