23.9.17

1- GILMAR MENDES NEGA PEDIDO DE LIBERDADE PARA JOESLEY E WESLEY BATISTA; 2- BOLSONARO CONVIDA CONDENADO PELA LAVA-JATO A SER CANDIDATO POR SEU PARTIDO

REDAÇÃO -


O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta sexta-feira (22) dois pedidos de liberdade e manteve presos os irmãos Joesley e Wesley Batista, sócios da J&F. Gilmar havia sido sorteado o relator do caso.

Joesley e Wesley foram presos no início deste mês e protocolaram habeas corpus no STF após terem pedidos negados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), nesta quinta.

Em várias ocasiões, Gilmar Mendes criticou o acordo de delação premiada firmado entre os irmãos Batista e a Procuradoria Geral da República (PGR), assinado em maio.

Os pedidos de liberdade de Joesley e Wesley questionam decretos de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal em São Paulo.

No último dia 13, o juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal, mandou prender os empresários pela suspeita de que usaram informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro entre abril e 17 maio de 2017, antes da revelação do acordo de delação premiada.

Nos pedidos de liberdade, os advogados de Joesley e Wesley alegam que as penas pelo crime, em caso de condenação, são baixas, com “o peso legal de um roubo de galinha”. Eles pedem a substituição da cadeia por medidas alternativas, como recolhimento domiciliar. (…)
(via G1)

***
Bolsonaro convida condenado pela Lava-Jato a ser candidato por seu partido


O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) convidou o primeiro delator da Lava-Jato a se candidatar pelo Patriotas, legenda que abrigará o presidenciável.

Bolsonaro quer que Paulo Roberto Costa concorra a uma cadeira na Câmara. O ex-diretor da Petrobras estaria considerando seriamente o convite.

Vale lembrar que Costa foi condenado a 12 anos de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Graças ao seu acordo com a Justiça, vai cumpri-los em liberdade. (ATUALIZAÇÃO: Bolsonaro nega ter feito o convite a Paulo Roberto Costa).