25.10.17

CRIAÇÃO GENUÍNA DA LAVA JATO: A PROPINA NA DELAÇÃO PREMIADA E OS CORRUPTOS DE ESTIMAÇÃO

EMANUEL CANCELLA -


Evento nesta terça, 24, patrocinado pelo Estadão em São Paulo que reuniu o juiz Sergio Moro o procurador, Deltan Dalagnol e o ex-promotor e  ex-magistrado italiano Gherardo Colombo, “que conduziu a Operação Mãos Limpas, e afirmou : ...Corrupção não diminuiu na Itália, diz juiz da “Mãos Limpas” (2)...

Moro e Dallagnol deveria informar que a partir da Lava Jato a corrupção no Brasil aumentou de forma geométrica. Primeiro com o golpe que tirou Dilma Rousseff, a presidente eleita democraticamente pela maioria dos brasileiros e assume o golpista Michel Temer que já foi rotulado como o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil (1).

Depois a Lava Jato, cujo delegados da operação fizeram campanha para o artífice do golpe, o tucano, Aécio Neves, inclusive chamando Lula e Dilma de anta, no blog de campanha e foram além(5): Ás véspera da eleição, veio da lava Jato a farsa através de um vazamento seletivo, que Lula e Dilma sabiam da corrupção na Petrobrás (6).

O presidente da Petrobrás indicado pelo golpista, Michel Temer, é o tucano, Pedro lalau Parente. Chamo de Pedro lalau por que ele é réu desde 2001 na venda criminosa de ativos, quando deu um rombo de R$ 5 BI na Petrobrás (7).

E agora com a cumplicidade da Lava Jato volta para reincidir nos mesmos crimes: venda de ativos, sem respeitar a lei de licitação, vendendo para quem quer e pelo preço que ele mesmo determina. Foi assim com o campo de Carcará a preço de um refrigerante o barril e a petroquímica de Suape a preço de 5 dias de faturamento (8,9).

E com a permissividade de Michel Temer, da Lava Jato de Pedro lalau da ANP, vem aí, nesta sexta, 27, a entrega do pré-sal através dos leilões de petróleo. Todo o esforço da empresa símbolo do Brasil que deu certo, a Petrobrás vai perder seu filho prodigo, o pré-sal. Vamos entregar no mínimo 50 anos de autossuficiência de petróleo para os gringos.

Na verdade é um pacote que inclui o fim da engenharia nacional da indústria naval e com a renovação do Repetro, o fim da indústria nacional de maquinas e equipamentos voltada para o setor petróleo. Pelo Repetro, que foi cria de FHC, que queria privatizar a Petrobrás, as importações de produtos para área de petróleo ficam isentas de impostos (10,11,12).

Mas, vamos falar das criações genuínas da Lava Jato: A propina na delação premiada, denuncia feita pelo advogado da Odebrechet, Tacla Duran. “Segundo Duran, haveria diminuição da multa e da pena que deveria pagar, em um acordo de delação premiada, em troca de um pagamento que seria feito pelo caixa 2 para acertos com membros da Lava Jato (13,14)”.

A Advogada Beatriz Catta Preta representando a Lava Jato, em oito acordos de delação premiada arrecadou R$ 20 milhões. Catta Preta abandonou os negócios por que diz que foi ameaça de morte. Nesses acordos de Catta Preta teve pagamentos para acertos com a Lava Jato? (15)

E para reforçar a tese de suspeita de negócios espúrios da Lava Jato, a filha de Aldemir Bendine, ex presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás recebeu e-mail solicitando R$ 700 mil para liberdade do pai(16). Bendine pede apuração do caso até agora sem resposta.

E os corruptos de estimação da Lava Jato são indubitavelmente os tucanos: nenhum foi preso, na “mãe de todos os escândalos” o do Banestado cuja a chefia da investigação coube ao juiz Sergio Moro, que deu um rombo no país de R$ 500 BI. Para espanto do senador Roberto Requião do PMDB do Paraná: Banestado, "um escândalo genuinamente tucano e nenhum deles foi preso" (17).

Encerro com a frase do chefe da Lava Jato, juiz Sergio Moro  nos EUA... O juiz Sergio Moro disse que não julgou casos relacionados ao PSDB porque investigações sobre o partido não chegaram a ele (3)... Como se não bastasse as denuncias contra os tucanos, FHC e Pedro lalau, na Petrobrás, o tucano, Aécio Neves é recordista em denuncias na Lava Jato (4)!

Fonte: