3.10.17

E HÁ QUEM DEFENDA O TEMER

Por PEDRO AUGUSTO PINHO -


A história do Brasil tem várias leituras, como a dos Estados Unidos da América (EUA), da Inglaterra, de quase todos, se não de todos os países. Isto porque as narrativas são divulgadas e repetidas por um interesse político. Quase sempre e unicamente dos detentores do poder.

Isto não tira o brilho e o empenho de historiadores, e o Brasil os tem de grande capacidade e de profundos e denodados trabalhos. Se não os cito aqui, penso mais em suas próprias defesas e na injustiça da omissão.

Leia mais em POLÍTICA

* Via e-mail. Pedro Augusto Pinho, avô, administrador aposentado