18.11.17

1- JOÃO GILBERTO TEM QUADRO CONFUSIONAL, SAÚDE DETERIORADA, ESTÁ EM PENÚRIA E PODE SER DESPEJADO, DIZ FILHA BEBEL EM NOTA; 2- MENINO DE 8 ANOS DESMAIA DE FOME EM ESCOLA PÚBLICA NO DF

REDAÇÃO -

Os advogados de Bebel, filha de João Gilberto e Miúcha, emitiram nota sobre o estado de saúde do cantor:


“Conforme foi divulgado pela imprensa, João Gilberto está sob a curatela de Bebel, sua filha. João já vem apresentando, há alguns anos, um quadro confusional, que não o permite compreender com clareza e exatidão os atos jurídicos que lhe são solicitados por terceiros, resultando numa situação atual de absoluta penúria financeira, apesar de ser titular de direitos autorais que deveriam lhe garantir mais que sua subsistência por toda a sua vida.

João está enfrentando um processo de despejo, além de responder a processos por não ter comparecido a compromissos profissionais contratados por terceiros em seu nome, o que acarretou em condenações indenizatórias em valores superiores a sua baixa renda. Adicionalmente, a saúde de João vem se deteriorando, sem que os cuidados necessários estivessem sendo promovidos. Por todas essas razões, Bebel não viu alternativa senão a de interditar seu pai, para impedir que continue sendo induzido a assinar documentos, cujo conteúdo e respectivos compromissos lhe são danosos”.

***
Menino de 8 anos desmaia de fome em escola pública no DF

Do DM:

Um menino de 8 anos desmaiou de fome enquanto assistia à aula em uma escola do Cruzeiro, no Distrito Federal. Ele mora no Paranoá, região que fica a cerca de 30km do colégio e porque na localidade não há colégio público. O caso aconteceu nesta semana e as informações são do G1 local.

Conforme a professora do menino, depois do desmaio o Samu foi chamado para o atendimento e situação do aluno comoveu quando descobriram que a causa do desmaio era fome.

“A gente chamou o Samu. Quando o Samu chegou e fez o atendimento, e viu que era fome, até o rapaz praticamente chorou”, lembra a professora Ana Carolina Costa.

Conforme a Escola Classe 8 do Cruzeiro, a reclamação de fome é normal no turno da tarde entre os alunos porque, como moram longe, saem de casa antes de almoçar e no lanche só é servido suco e biscoito, na maioria das vezes, por volta das 15h30.

A Secretaria de Educação do DF, em nota ao G1, informou lamentar o caso e explicou que não oferece almoço às crianças porque na unidade não há ensino integral.