15.11.17

1- JUSTIÇA FEDERAL DO RIO PODE APRECIAR PEDIDO DE PRISÃO DE PICCIANI NA QUINTA; 2- MAÇONARIA PODERÁ SER ENSINADA NAS ESCOLAS

REDAÇÃO -


O desembargador Abel Gomes, relator da Operação Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 2ª Região, pretende levar para a apreciação do tribunal na próxima quinta-feira (16), às 13h, os pedidos de prisão dos deputados estaduais Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Paulo Melo e Edson Albertassi. De acordo com a Procuradoria, se o colegiado do órgão acatar os pedidos de prisão, já existe jurisprudência formada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no sentido de não precisar do aval da Alerj.

De acordo com o procurador Carlos Aguiar, "se mesmo assim as prisões foram submetidas ao crivo dos deputados estaduais, que assim seja. E que a sociedade se manifeste, vá para a porta da Alerj e pressione os parlamentares". As informações são da GloboNews.

A Operação Cadeia Velha investiga o uso da presidência da Alerj e outros postos do Legislativo estadual para a prática de corrupção, evasão de divisas, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Os deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi (PMDB-RJ) e outras dez pessoas são suspeitas de corrupção e outros crimes envolvendo a Assembleia.

O Ministério Público Federal pediu ao Tribunal Regional Federal da 2.ª Região (TRF2) o bloqueio de R$ 154,46 milhões de Picciani e do filho dele Felipe Picciani. O parlamentar foi levado a depor e Felipe foi preso pela Polícia Federal. O MPF também quer que o bloqueio atinja ainda as empresas da família Picciani (leia mais aqui).

***
MAÇONARIA PODERÁ SER ENSINADA NAS ESCOLAS

A Antiga e Iluminada Sociedade Banksiana, entidade fluminense presidida por Römer de Bendersky, apresentou perante a Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados, a SUG 116-2017, que sugere Projeto de Lei para incluir, na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, a disciplina "Formação Histórica e Social da Maçonaria", a ser ministrada nos dois ciclos do Ensino Básico (Fundamental e Médio) nas classes de História do Brasil e Formação Artística.

O conteúdo programático, a ser disponibilizado a todos os estudantes brasileiros, incluirá o estudo da Maçonaria e dos seus Ritos, Landmarks, Toques, Palavras e Sinais, e as contribuições da Maçonaria ao longo da História nacional, resgatando a contribuição da Ordem nas áreas social, econômica e política.

Também incluirá o 20 de Agosto como "Dia da Maçonaria" no calendário escolar. A data já é reverenciada no calendário oficial de muitos Estados e Municípios.

Foi designada Relatora a Deputada Margarida Salomão, do PT de Minas Gerais. (por Eduardo Banks)