5.11.17

1- QUEM DIRIA! ENQUETE REVELA QUE JOVENS AMERICANOS SONHAM COM SOCIALISMO; 2- OS SEGREDOS POR TRÁS DOS MILHÕES DE DÓLARES QUE A CHINA DISTRIBUI EM AJUDA PELO MUNDO

REDAÇÃO -

A maioria dos norte-americanos da geração Y, também chamada geração do milênio, isto é, jovens entre 15 e 30 anos de idade, preferiria viver no socialismo e não no capitalismo, revelou uma recente pesquisa da organização YouGov.


enquete foi realizada a pedido da instituição não governamental Fundação da Memória das Vítimas do Comunismo, fundada pelo ex-secretário de Estado dos EUA Zbigniew Brzezinski.

De acordo com os resultados, 44% dos jovens norte-americanos se manifestaram a favor do socialismo, enquanto o capitalismo foi apoiado por 42%. Ademais, 7% preferiram o comunismo e o fascismo.

Vale ressaltar, porém, que 66% não conseguiram dar uma definição correta do socialismo, enquanto 30% confundem comunismo com fascismo.

Além disso, metade dos jovens estadunidenses acredita que a economia americana "trabalha contra eles", enquanto dois terços destacam a injustiça que existe no sistema tributário.

Entretanto, a geração mais velha expressou uma visão mais tradicional, ou seja, 59% dos apoiantes da economia de mercado contra 34% dos que disseram ser a favor do socialismo.

A diretora executiva da fundação, Marion Smith, qualificou os resultados como muito preocupantes.

"Isto mostra a ignorância histórica muito própria da sociedade americana no que se trata do socialismo e o fracasso sistemático do nosso sistema educacional", afirmou. (via Sputnik)

***

Os segredos por trás dos milhões de dólares que a China distribui em ajuda pelo mundo

A China tem uma longa lista de segredos de Estado. Entre eles, a quantidade de pessoas condenadas à pena de morte e a data do aniversário de seus líderes.

Um deles, porém, acaba de ser descoberto: o montante que Pequim destina à ajuda internacional, assim como os países que a recebem.

Até pouco tempo, o gigante asiático era um dos países de destino desse tipo de recurso. Mas, hoje em dia, a China já está em pé de igualdade com os Estados Unidos, um dos países que concede o maior volume de ajuda externa a nações em desenvolvimento.

A assistência se materializa por meio de subsídios ou empréstimos financeiros.

Pela primeira vez, um grupo de pesquisadores revelou os detalhes dessas transações, compilando em uma base de dados informações sobre o dinheiro enviado pela China a países de diferentes continentes, de 2000 a 2014.

Foram documentados, ao todo, 5 mil projetos em 140 países, incluindo o Brasil. (via BBC Brasil)