22.11.17

25 ANOS DE LUTAS, O PROTAGONISMO É NOSSO!

Via FENEPOSPETRO -


Criada e fundada na cidade de São Paulo, maior metrópole do país, em 21 de novembro de 1992, a Federação Nacional dos Frentistas (FENEPOSPETRO) completou 25 anos de lutas ininterruptas, hoje somos linha de frente pela manutenção da CLT e contra esse governo anti-povo. Negociamos maiores salários, melhores condições de trabalho e benefícios sociais para 600 mil profissionais do setor.

Para obter o registro e o reconhecimento, os dirigentes da FENEPOSPETRO tiveram que lutar contra a pressão patronal e contra interesses escusos de sindicalistas de alguns estados, entre os quais do Rio de Janeiro, que tentaram impedir a criação da entidade. O caso foi parar na Justiça, em 16 de fevereiro de 2005, o Supremo Tribunal Federal (STF), por unanimidade, proferiu sentença definitiva favorável à criação da nossa entidade.

Nesses 25 anos muito foi feito, e ainda faremos muito mais, as contínuas ações da FENEPOSPETRO em defesa dos trabalhadores em postos de combustíveis e lojas de conveniência têm garantido benefícios e direitos.

Agora, a luta segue cada dia mais desigual, o governo federal com sua agenda neoliberal visa liquidar o Movimento Sindical. Quando todos os trabalhadores brasileiros compreenderem o tamanho de nossa força frente aos patrões, quando se desencadearem greves em todos os ramos da economia e explodir a revolta social, então talvez apareçam dúvidas nos corações arrogantes do patronato. Vendo o seu poder ameaçado, consentirão em fazer concessões, abrindo portas para uma futura Revolução Social.

Nossa preocupação é que os frentistas e o conjunto da classe trabalhadora estejam cientes desse cenário da economia de mercado, ou capitalismo. Sabemos que é impossível estar a par da realidade buscando apenas informações na mídia dos ‘barões da comunicação’. Por isso investimos nos encontros da categoria, em formação sindical e política dos dirigentes, e na produção jornalística”, destacou o presidente da FENEPOSPETRO e do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Pinto Neto.

Usando de suas prerrogativas e atribuições legais enquanto Federação Nacional representativa dos trabalhadores Frentistas, a FENEPOSPETRO ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) com ação direta de inconstitucionalidade (ADI) contra a Lei 13.467/17, da Reforma Trabalhista, que trata da contribuição sindical compulsória, com pedido de liminar, já que a vigência dos pontos questionadas da lei é inconstitucional.

É preciso indignação, sonhar e lutar, combater, atacar ou recuar faz parte dessa batalha. O que não podemos é ficar estagnados, paralisados, sem reação, aprendemos nesses 25 anos de lutas que o protagonismo é nosso!”, reafirmou o histórico sindicalista, Eusébio Pinto Neto.

* Daniel Mazola, assessoria de imprensa FENEPOSPETRO