26.11.17

MAIS PARECE UMA VINGANÇA DA GLOBO A CONDENAÇÃO DE GAROTINHO

MÁRIO AUGUSTO JAKOBSKIND -


Não se trata de defender o ex-governador Anthony Garotinho, mas é visível que ele está sendo vítima de retaliações descabidas. E tudo em conluio com a Rede Globo e as autoridades penitenciárias do Estado. É simplesmente ridícula a alegação segundo a qual no vídeo não aparece ninguém no corredor e entrando na cela onde se encontrava o ex-governador.

Na verdade, quem pode garantir, primeiro, que o vídeo não foi desarmado pelas próprias autoridades penitenciárias, pois se ninguém se mexer a imagem não é gravada. Segundo, a própria característica do vídeo, segundo conhecedores da matéria, podem ter gravado apenas um segmento e não o da pessoa circulando no corredor e entrando na cela. Até porque se ninguém se mexer no local a imagem não é gravada.

Garotinho, vale lembrar, foi quem primeiro divulgou as acusações que pesam sobre a quadrilha de Sérgio Cabral, inclusive a tal dança dos guardanapos em Paris, protagonizada por secretários e pelo próprio então governador Sérgio Cabral.

Outro fato que chama a atenção é a cobertura da Rede Globo ao episódio, de uma forma a considerar Garotinho culpado antes de mais nada. Fica parecendo que a emissora quer simplesmente se vingar das sucessivas acusações do ex-governador contra a emissora da família Marinho. Inclusive vale assinalar também que poucas horas antes da prisão decretada, Garotinho assentava baterias contra as Organizações Globo.

Por essas e outras é mais do que necessário questionar e investigar tudo o que está sendo dito contra Garotinho, de uma forma que mais parece uma vingança do que outra coisa. Se nada for feito nesse sentido, em seguida pode acontecer com qualquer cidadão brasileiro o mesmo que contra o ex-governador Garotinho.

A Rede Globo visivelmente se aproveita da série de denúncias que surgem, mesmo sem provas, para colocar debaixo do tapete a verdadeira corrupção, a do mercado e do setor financeiro, e a própria contra ela mesmo, como aconteceu no julgamento de cartolas, entre os quais José Maria Marin. A propósito o tema mencionado sumiu da Globo, que se aproveita do tema Garotinho para continuar enganando os incautos.

* Via e-mail/Mário Augusto Jakobskind, é Professor, Jornalista, Escritor, vice-Presidente na Chapa Villa-Lobos, arbitrariamente impedida de concorrer à direção da ABI (2016/2019) e Coordenador de História do IDEA, Programa de TV., transmitido pela Unitevê, Canal Universitário de Niterói, Universidade Federal Fluminense (UFF).