16.12.17

ATENÇÃO RECIFE (PE): MARCELO MÁRIO DE MELO LANÇA UM LIVRO DE DUAS CABEÇAS !!!

DANIEL MAZOLA -


Na quinta-feira 21 de dezembro, a partir das 19h, no Porto Digital, Rua do Apolo nº 235, na cidade do Recife (PE), o poeta Marcelo Mário de Melo estará lançando um livro duplo. De um lado, Rumos Resistência – Poesia/Cidadania, com poemas críticos, autocríticos e satíricos, voltados para estimular a reflexão e levantar o ânimo da militância de esquerda na atual conjuntura política. Do outro lado, a edição dos 32 anos do Manifesto Masculinista, que defende a “masculinidade sem machismo”, acrescido de textos e poemas atuais tratando de direitos sexuais, amor em geral, neomachismo e homofobia. O desenho das capas é de RAL e a programação visual de Patrícia Cruz.

Na apresentação, representando o Núcleo de Economia, Política e Sindicalismo – NEP, o advogado Claudio Ferreira diz que a escolha de Marcelo para iniciar uma política de apoio cultural se dá porque ele “faz a síntese do compromisso social com uma produção poética e satírica vigorosa e de qualidade”, relacionando humor e poesia, política e estética.

O autor afirma que pretende “ajudar no enfrentamento do Multivirus 6D, constituído por Desencanto, Desinteresse, Distanciamento, Desmobilização, Decadência e Depressão, que provoca anemia política extrema e pode chegar ao 7D, com a Direitização”. Para a participação nesse combate, a fórmula geral que ele indica é: “poesia/prazer/amizade e humor/na conjuntura que for”.

No prefácio do Manifesto Masculinista, a professora de literatura e escritora, Renata Pimentel, afirma que Marcelo está lançando “mais lenha na fogueira, ao adentrar o campo minado e mais que necessário das discussões de gênero e dos papeis de poder”.

A reedição trás a reprodução de uma carta manuscrita de Antônio Huaiss, parabenizando o autor “pela forma e pela fórmula”. E inclui uma iconografia sobre a repercussão do texto na época, com notícias e entrevistas na imprensa local e do sul, quando se destacou a publicação integral no jornal O Pasquim. (com informações do poeta Marcelo Mário de Melo)