21.12.17

QUEM ESTÁ FATURANDO MAIS, GILMAR MENDES OU A LAVA JATO?

EMANUEL CANCELLA -


Gilmar Mendes é esperto, dá uma no cravo e outra na ferradura, como agora que concedeu prisão domiciliar à mulher de Sergio Cabral, Adriana Anselmo, e proibiu a condução coercitiva de investigados (1,2).

Existe uma disputa jurídica ferrenha na mídia entre Gilmar Mendes e Lava Jato. Lava Jato prende, Gilmar solta. O Jacob Barata, “o rei dos ônibus”, por obra da disputa entre Gilmar e Lava Jato entra e sai da cadeia. Nessa barata, nem aqueles inseticidas que, na mídia, dizem que é um pouco mais caro, mas muito melhor, dão jeito.

Mas a disputa entre Gilmar Mendes e Lava Jato que a mídia não quer mostrar é a questão econômica. Gilmar trouxe para o STF a prática do advogado de porta de cadeia. Na lista dos agraciados de liberdade de Gilmar Mendes só a granfinale:

- o banqueiro Daniel Dantas que obteve dois habeas corpus em 24 horas. Detalhe, o delegado da PF foi expulso e preso devido a essa operação (3);

-  o médico estuprador,  Roger Abdelmassih (4);

- Jacob Barata “o rei dos ônibus”;

-  e agora solta a mulher do ex-governador, Sergio Cabral, Adriana Anselmo.

A Lava Jato faz outra disputa duríssima com Gilmar Mendes para saber  quem é mais parceiro da granfinale bandida:  Lava Jato, concedeu prisão domiciliar a Alberto Youssef (6), Sergio Machado, Nestor Cerveró, Fernando Baiano, Paulo Roberto Costa, etc.  Temos dificuldade em dizer quantos presos da lava Jato realmente estão em prisão domiciliar porque o MPF e a Polícia Federal não informam.

Veja abaixo detalhes dos presos da Lava Jato em prisão domiciliar:

- “Nestor Cerveró e Fernando Baiano usufruem a vida que muitos trabalhadores não podem ter, nem sequer em um final de semana. Estão em prisões domiciliares paradisíacas, em mansões com piscinas, restaurantes, quadras e próximas a praias. Uma reclusão que lembra férias (5).

- O ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa foi condenado a 39 anos e 5 meses de prisão. Sua pena foi reduzida para 2 anos e 6 meses, mas ele já está em prisão domiciliar. Longe do cenário de uma cela lotada, Paulo Roberto cumpre a pena em um condomínio no bairro de Itaipava, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, onde há baias de cavalos, quadras de tênis, dois restaurantes e um clube. Uma propriedade lá oscila entre R$ 2,5 milhões a R$ 14 milhões (5).

- Sérgio Machado está em uma prisão domiciliar que seria o sonho de muitas pessoas. Ele cumprirá pena em sua casa, uma mansão com piscina, em Fortaleza, que tem quadra poliesportiva e um terreno de aproximadamente 3 mil metros quadrados (5)”

Segundo dados do Ministério Público Federal, houve 56 acordos de delação premiada firmados com pessoas físicas na Operação Lava-Jato, que tratam de desvios na Petrobras. Uma parte dos colaboradores está solta, mas o número dos beneficiados pela delação não é revelado oficialmente pela Polícia Federal ou pelo próprio MPF” (5).

Interessante que os delatores por obra e criação da Lava Jato, mesmo condenados a 39 anos de prisão como Paulo Roberto Costa  vão para a prisão domiciliar e o delatado fica preso em prisão fechada. Vaccari Neto,  tesoureiro do PT, condenado sem provas, está preso em prisão fechada e os diretores da Petrobrás, Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró, seus delatores, mesmo comprovadamente corruptos estão em “prisão” doméstica.

Dizem que na política não existe almoço de graça, com certeza que na justiça não é diferente.

Rodrigo Tacla Duran, advogado da Odebrechet disse, comprovando, em entrevista à Folha de São Paulo que o advogado Carlos Zucoloto Junior, falando em nome da Lava Jato, pediu-lhe US$ 5 milhões, “por fora”, para celebrar acordo de delação premiada (7). A Filha de Aldemir Bendine, ex-presidente do banco do Brasil e da Petrobrás, preso pela Lava Jato, recebeu e-mail pedindo R$ 700 mil para soltar o pai (8).

A Lava Jato celebrou 293 acordos de delação premiadas (9). Em quantos desses acordos de delação teve pagamento por fora? Essa turma que está em casa pagando suas penas foi só por colaborar com a justiça?

Os advogados que representam a Lava Jato, nos acordos de delação premiadas não estão acima de qualquer suspeita, muito pelo contrário, são suspeitíssimos: Marlon Arns, envolvido no escândalo da Apae junto com a mulher de Moro, Rosangela Moro (10) e também Zucoloto que é compadre de Moro e ex-sócio de sua mulher, Rosângela Moro.

Lembrando que Marlon Arns substitui a advogada Beatriz Catta Preta, que se afastou da Lava Jato depois de atuar em 8 casos arrecadando cerca de R$ 20 milhões. Catta Preta se afastou porque foi ameaçada de morte (11).

Na mídia, com certeza que a Lava Jato ganha de Gilmar Mendes, mas no faturamento a disputa é dura. A lista da Forbes até agora não fala nada, quem sabe quebrando o sigilo bancário deles, o IBGE, Dieese ou a FGV poderiam apurar?

Fonte: