15.12.17

SOBRE LULA E O VOTO (IN)ÚTIL COMO MEIO DE BARRAR A DIREITA

MARINO D ICARAHY -


Esse pústula não é o sapo barbudo como disse o Brizola. Ele é o ovo da serpente!

Ele representa os que ainda se iludem ou se locupletam com a farsa eleitoral e com a conciliação de classes.

A realidade concreta, neste momento, comprova que nenhum desses dois caminhos contribuem para o avanço da luta popular, muito pelo contrário.

Tanto que, se o Lula for candidato e se eleger Presidente, vaticino, a luta vai se radicalizar ainda mais e vocês vão assistir a todo o reacionarismo trosko-petista, descendo o pau e a repressão contra os insurgentes, assim como na mentirosa revolução bolivariana, representante dos que defendem a gerência do capitalismo burocrático, do qual o Lula e o PT se mostram adeptos, inclusive com um índice absurdo de corrupção e enriquecimento de quadros que eu conheci duros e hoje enricaram.

Lembro-me perfeitamente da repressão durante os protestos de 2012/2013/2014, promovida pelo aliado Cabral e pela Dilma. Me lembro das declarações do Lula, da Dilma, do Cabral, do Paes, do Ministro José Eduardo Cardoso sobre as manifestações, os vândalos, os bandidos, os terroristas, os fascistas...

Não assentaram os sem-terra, reprimiram à bala as ocupações, no campo e nas cidades, mataram como nunca o povo em luta pela terra, inclusive com criminalizações e assassinatos seletivos de lideranças combativas.

Enquanto isso, os banqueiros nunca lucraram tanto, o latifúndio domina o Congresso e a Presidência da República, uma corrupção desenfreada, que contamina toda a institucionalidade, sem parâmetros anteriores. Essa é a nossa realidade concreta. O Velho Estado está podre e o rei está nu.

E, para enfrentar essa realidade, de forma consequente, só pelo caminho da ruptura, da derrubada da burguesia e do latifúndio, do rompimento com o imperialismo, com a correta aplicação dos princípios da guerra popular, da justa violência revolucionária, e com o combate decisivo contra todo tipo de oportunismo e de revisionismo.

Nosso projeto em 2018 é prosseguir no objetivo da desmoralização desse já combalido sistema representativo burguês, ganhando do oportunismo de direita e de ex-querda a disputa eleitoral. Somos francos favoritos. Vamos somar o maior número de votos brancos, nulos e abstenções já visto na nossa história.

No campo, a nossa consigna prevalece: "Contra a crise, tomar todas as terras do latifúndio". Viva a Revolução Agrária! Viva a Revolução de Nova Democracia!

O VOTO (IN)ÚTIL COMO MEIO DE BARRAR A DIREITA

A direita já avançou, e se você quer saber mesmo a minha opinião, o Lula e o PT, se não forem de direita, são piores do que a direita, pois camuflam, falseiam, traem o povo, enganam, iludindo o povo de que há saída pela via do eleitoralismo, do oportunismo e da conciliação de classes, especialidade pelega do PT, do Lula e desse sindicalismo repugnante que vivemos.

A minha vida inteira vi e ouvi falsos esquerdistas adiarem as tarefas revolucionárias pelos mais variados motivos. Se depender destes, nada vai acontecer, pois são, na verdade, contra-revolucionários, e esse é um debate que está na ordem do dia: quem é quem nessa bagaça?! Política tem lado! (via Facebook)