26.1.18

CONSPIRAÇÃO JUDICIÁRIA REGIONAL, TORPEDEOU LULA, PERSONAGEM NACIONAL

HELIO FERNANDES -


Desde que o desembargador regional Thompson Flores, desmentiu a ele mesmo e antecipou em 6 meses o julgamento de Lula,não parei de denunciar o fato.

Fui o único a revelar o que existia por trás dessa trama vil, aviltante e aviltada: reduzir ao mínimo possível o tempo para os recursos do ex-presidente.

A farsa do "julgamento" que esgotou  o dia todo, não deixou duvida do que pretendiam. Os três desembargadores regionais se atropelavam e se conflitavam no desespero da confusão das palavras. A ordem era a seguinte cumprida sem hesitação.

1- Ratificar a sentença do juiz Federal de Curitiba.
2- Aumentar  a condenação  em 2 anos e 1 mês.
3- Levaram horas repetindo os mesmos insultos ao mesmo ex-presidente da República, eleito e reeleito.
4- A conspiração reservou para que não haja discordância.
5- Apenas demonstração de força, e uma forma de tripudiar. Regulamentaram então os recursos do próprio condenado.
6- O primeiro tem que ser no proprio tribunal que agiu vergonhosamente na véspera.
7-  Eliminaram dos recursos, o STJ que é sempre o primeiro tribunal superior a decidir.
8- Depois vem o  STF, não poderiam eliminar os dois.
9- Outra decisão de um tribunal regional, decidindo a conduta e a participação de tribunais superiores.
10- Os recursos terão prazos fixados, para que não cheguem até agosto.

Duas explicações para a referencia a esse mês. Em agosto, começa oficialmente a campanha presidencial. Mesmo que seja preso, continua candidato.

O outro fato que preocupa os líderes da conspiração judiciária: Lula só pode ser preso, depois de esgotados os recursos.

PS- Em suma, não ha suma. Desrespeitam a Constituição, e Lula continua candidato.

PS2- Juristas (?) ligados á conspiração judiciária, insistem textualmente: "Lula pode ser candidato, ganhar, até tomar posse, mas não governa".

PS3- Precisa mais prova da conspiração judiciária?