29.1.18

GLOBO, TRINTA ANOS DE PERSEGUIÇÃO CRIMINOSA A LULA E À PETROBRÁS!

EMANUEL CANCELLA -


Em 1989, a Globo, para barrar a candidatura Lula, criou o personagem, “Caçador de Marajá”, personificado em Fernando Collor de Mello. Segundo a Globo, Collor iria colorir o país.

A disputa entre Collor e Lula foi duríssima. A Globo, sem nenhum escrúpulo, editou o último debate entre os candidatos e, mesmo depois do período permitido de propaganda eleitoral, mandou ao ar os melhores momentos de Collor. Com isso mudou a tendência eleitoral e elegeu Collor.

Até José Bonifácio, o Boni, o diretor superpoderoso da Globo, na época, reconheceu que houve fraude na eleição (1).E outro diretor da Globo,  o saudoso, Armando Nogueira, pediu demissão por não concordar com essa manipulação (2).

Depois, em 2014, foi a Globo também que levou ao ar a farsa de  que Lula e Dilma sabiam da corrupção na Petrobrás. A mentira saiu de vazamento seletivo da Lava Jato, a operação chefiada pelo juiz Moro. Foi publicada em matéria de capa da revista Veja e levado ao ar, na véspera da eleição, pelo Jornal Nacional da Globo, quando não era mais permitida a propaganda eleitoral. Mais uma vez, como em 1989, a Globo atropela a justiça eleitoral, cujo representante máximo é o TSE. O TSE já tinha considerado a matéria como campanha do tucano Aécio Neves e por isso a proibiu(3). Mas também não fez nada contra a Veja e a Globo por terem descumprido sua determinação.

A perseguição a Petrobrás também é gigantesca. Na década de 90, no governo do tucano de FHC, houve a primeira tentativa de privatização. A Globo, aliada a FHC, então comparava a Petrobrás a um paquiderme e chamava os petroleiros de “Marajá”. Eles primeiro tentavam desmoralizar a Empresa, para poder assim viabilizar sua entrega.

Não privatizaram, na ocasião, porque os petroleiros, com apoio da sociedade organizada, e através de uma greve de 32 dias, barraram a “Privataria Tucana”. Cem petroleiros foram demitidos e todos os sindicatos de petroleiros pagaram multa de cem mil reais por dia. Depois conseguimos reintegrar todos os demitidos e também recuperamos todo dinheiro da multa.

E ainda houve a grande resposta à Globo, quando, em 2006, no governo de Lula, veio a descoberta magnânima do pré-sal, permitida graças ao desenvolvimento de tecnologia inédita no mundo, pelos petroleiros e Petrobrás. Pelo feito, a Petrobrás ganhou pela terceira vez o prêmio OTC, conhecido como o “Oscar“ da indústria do petróleo (4).

Mas a Globo não desistiu com sua saga entreguista, em dezembro de 2015, publica o editorial: “Pré-sal pode ser patrimônio inútil” (5).

Com o pré-sal veio o interesse dos americanos em abocanhar nosso ouro negro, pois o deles está acabando. Não jogaram bombas como no Oriente médio, mas entrou em cena o Juiz Sergio Moro, chefiando a Lava Jato, juiz premiado pela Globo e pela maior revista do mundo, a estadunidense Time (9,10).

Moro e Lava Jato prenderam diretores  e gerentes da Petrobrás, como num seriado policial, cujos capítulos passaram diariamente no Jornal Nacional da Globo. Era a estratégia da vez para desmoralizar a Petrobrás, facilitando assim sua entrega.

Na verdade, a Lava Jato prendeu para inglês ver, pois os principais ladrões da Petrobrás, entre outros, Alberto Youssef, Fernando Baiano e Paulo Roberto Costa estão pagando suas penas em suas casas, verdadeiros clubes de lazer construídos com dinheiro da roubalheira (6,7).

E a mesma Lava Jato que jogou pesado na investigação na Petrobrás, na gestão do PT, depois, de forma escancarada, blinda os tucanos , como  FHC que foi várias vezes citado em denúncias de corrupção na Petrobrás, e em muitas envolvendo seu próprio filho, e nem sequer é investigado.

Outro tucano, Pedro Lalau Parente, promove o desmonte da Petrobrás, de forma escancarada, e a Lava Jato finge que não vê. Mesmo Pedro Lalau sendo réu, desde 2001, em ação que envolve a venda criminosa de ativos. Segundo a ação judicial, promovida por petroleiro, Pedro Lalau deu um rombo de R$ 5 BI a Petrobrás (11).

Em 24 de novembro de 2016, outro petroleiro formaliza no MPF denúncia de omissão da Lava Jato em relação à gestão criminosa dos tucanos FHC e Pedro lalau na Petrobrás. Veja denúncia na integra (8). E a entrega da Petrobrás continua e nada é investigado!

Para provar a perseguição implacável a Lula, o juiz da Globo, Sergio Moro, aceita a denúncia sem provas, somente com a convicção pessoal do procurador Dallagnol, e condena Lula a nove anos e seis meses de prisão. Vale lembrar que a denúncia vazia de Dallagnol foi feita ao vivo,  de forma inédita, na Globo (12,13).

Não podemos esquecer que o procurador Dallagnol denunciou Lula através do PowerPoint, dizendo, ao vivo na Globo que não tinha provas, mas só convicção que Lula era o comandante máximo da corrupção na Petrobrás.

Já o tucano, FHC que tem apartamento de luxo em Paris e Nova York e fazenda no Brasil com aeroporto e apesar das inúmeras denuncias na Lava Jato, nem sequer é investigado (14,15).

Por conta do acordo, imoral e ilegal, de R$ 10 BI com os acionistas estadunidenses os Petroleiros vão ficar sem a PLR pelo terceiro ano. E pasmem Pedro Parente vai descontar dos salários dos aposentados e pensionistas 13%, previsto para começar em fevereiro do ano corrente (16).

E o TRF4 julga o recurso dos advogados de Lula e a condenação de Moro e, por unanimidade, por três a zero, mantém a condenação e ainda aumenta a pena de Lula.

Lula já foi eleito e reeleito pelo povo brasileiro e saiu do seu segundo mandato com 87% de aprovação popular. Lula elegeu sua sucessora e hoje lidera todas as pesquisas de intenção de votos, sendo que, em algumas, ganha já no primeiro turno. Mesmo Lula apresentando provas cabais de que o apartamento não é dele, estão tirando Lula no tapetão porque ele defende o povo brasileiro e nossas riquezas, principalmente a Petrobrás, e isso não interessa nem à Globo nem aos americanos..

A Petrobrás foi criada através do maior movimento cívico do país, conhecido com “ O petróleo é Nosso!” Naquela época, o petróleo era um sonho e nenhum dos participantes da campanha do petróleo trabalhava na Petrobrás, até porque a Petrobrás nem existia ainda.

Será que a Globo, mais uma vez, vai derrotar Lula na falcatrua e vai destruir a Petrobrás, quando o petróleo deixou de ser um sonho e vira, através do pré-sal, uma realidade maravilhosa?

Fonte: